Construções irregulares demolidas na Rocinha em 10 de agosto de 2021 - Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Seis construções irregulares foram demolidas na manhã desta terça-feira (10/08) em Vila Verde, localidade situada dentro da favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A ação foi comandada pela Prefeitura da capital fluminense através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC).

As demolições tiveram de ser realizadas manualmente por funcionários da SMAC, pois a área é de difícil acesso, sendo necessário passar por vários becos estreitos. Também foi desmontado na região um campo para a prática de paintball.

Segundo a Prefeitura, a ação visa conter o desmatamento de áreas ambientalmente protegidas para expansão da comunidade. As construções, que estavam no início e viriam a ter até 4 pavimentos, vinham sendo erguidas após a destruição da vegetação nativa. As casas e quitinetes seriam alugadas.

Vale ressaltar que a megaoperação de demolição só pode ser realizada após policiais militares da UPP Rocinha terem reforçado o patrulhamento da região, considerada pelas autoridades de altíssimo risco.

”Essa operação vinha sendo planejada com a Polícia Militar e UPP da Rocinha há cerca de um mês. Assim, conseguimos levantar os pontos de acesso aos locais mais críticos na região da Vila Verde, que é a parte da Rocinha que mais cresce para dentro de áreas ambientalmente protegidas e que mais representam riscos para a população hoje. Há, inclusive, licenças falsas sendo vendidas por até R$ 10 mil para autorizar essas construções”, afirmou o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere.

”A Prefeitura tem sido implacável no cumprimento da lei para coibir o avanço nas áreas ambientalmente protegidas. Encaminharemos as investigações ao Ministério Público”, complementou Cavaliere.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui