Uma tartaruga-cabeçuda escolheu a areia da Praia da Barra da Tijuca,para pôr seus ovos. É raro a capital receber desovas. De olho na proteção dos filhotes que deverão nascer em 60
dias, o secretário Municipal de Meio Ambiente, Bernardo Egas, decidiu que nesta quarta-feira, 20/11, pela manhã cedinho irá com uma equipe da Secretaria reforçar a cerca de proteção do local da desova, inserir uma placa explicando aos frequentadores a importância de proteger a espécie e ainda colocará no local um carro da patrulha ambiental.

O tempo de incubação dos ovos demora de 45 a 60 dias. Depende da temperatura neste tempo. Quanto mais alta, mais rápido a incubação.

Hoje, estamos no pico da temporada de desova de tartaruga-cabeçuda”, destaca o secretário Bernardo Egas. O Norte Fluminense é uma das áreas prioritárias de desova desta espécie no Brasil.

Em 2015 ocorreu uma desova em Maricá, e, em 2017, na Praia de Itaipu, Niterói. “Daí a importância de preservação da espécie”, destaca.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui