Estação Pinto Teles, no corredor Transcarioca do BRT Rio - Foto: Divulgação

A prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) inicia nesta segunda-feira (04/01), ação integrada para realização de melhorias nos serviços de BRT. A operação passará pelas 26 estações com maior movimentação e tem como objetivo melhorar a qualidade do transporte e reduzir o risco de contaminação pela Covid-19.

Santa Cruz foi a primeira estação a receber a equipe de melhorias na manhã de hoje e, até o final do dia, a estação da Alvorada também deve ser visitada pela SMTR. A pretensão é que os trabalhos sejam concluídos no prazo de 2 semanas. A equipe que atua na operação tem a participação das secretarias de Ordem Pública, Saúde, Assistência Social, Conservação, Comlurb, CET-Rio, Rioluz e Subprefeituras, em conjunto com o BRT. Além disso, a equipe conta com operadores do sistema, para solucionar as irregularidades já identificadas em cada estação e no seu entorno.

Maína Celidonio, secretária municipal de transportes explica que a ação pretende cuidar da ordem, limpeza, manutenção e distribuição de máscaras estações de maior aglomeração. “Começamos uma campanha de conscientização para que as pessoas usem máscara no transporte, falem pouco, não comam nem bebam para evitar a contaminação de COVID-19. Esta ação integrada tem como objetivo garantir mais conforto e maior sensação de segurança aos usuários”, disse a secretária.

De acordo com a secretaria de transportes, foi elaborado um plano para a reabertura de sete das 56 estações fechadas nos corredores de BRTs na zona oeste. No dia de hoje foram reativadas as estações Pinto Teles e Bosque Marapendi (Módulo Expresso). Tanque (Módulo Expresso), André Rocha, General Olímpio, Nova Barra e Praça do Bandolim serão as próximas. Todas as estações reabertas também estão passando por pequenos reparos. Durante este mês de janeiro, a secretaria divulgará um cronograma de reabertura de outras estações.

A operação também está instruída a realizar acolhimento da população em situação de rua, combate ao comércio ambulante e ao calote nas estações, recolhimento de lixo, reforço na iluminação, poda de árvores, reparos da calha do BRT, calçadas e travessias, fiscalização do transporte alternativo irregular, entre outros serviços.

Buscando reduzir a superlotação dos ônibus, a SMTR está desenvolvendo um estudo junto ao BRT, sobre a frota disponível de ônibus articulados e a demanda de passageiros. A meta é reorganizar a distribuição de linhas e diminuir a concentração de passageiros nas estações, principalmente em horários de pico da manhã e à tarde.

A operação também está instruída a realizar acolhimento da população em situação de rua, combate ao comércio ambulante e ao calote nas estações, recolhimento de lixo, reforço na iluminação, poda de árvores, reparos da calha do BRT, calçadas e travessias, fiscalização do transporte alternativo irregular, entre outros serviços.

Buscando reduzir a superlotação dos ônibus, a SMTR está desenvolvendo um estudo, junto ao BRT, sobre a frota disponível de ônibus articulados e a demanda de passageiros. A meta é reorganizar a distribuição de linhas e diminuir a concentração de passageiros nas estações, principalmente em horários de pico da manhã e à tarde.

As 26 estações de BRT atendidas com a ação integrada da prefeitura são as seguintes:

Corredor TransCarioca:

  • André Rocha
  • Aracy Cabral
  • Curicica
  • Madureira – Manaceia e Mercadão
  • Pinto Teles
  • Praça do Bandolim,
  • Tanque,
  • Taquara
  • Terminal Aroldo Melodia
  • Terminal Madureira – Paulo da Portela
  • Via Parque
  • Vicente de Carvalho

Corredor TransOeste:

  • Bosque Marapendi
  • General Olímpio
  • Gláucio Gil
  • Magarça
  • MatoAlto
  • Nova Barra
  • Pingo D´Água
  • Recreio Shopping
  • Salvador Allende
  • Santa Cruz
  • Terminal Alvorada
  • Terminal Jardim Oceânico

Corredor TransOlímpica:

  • Terminal Recreio
Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui