Secretário confirma volta às aulas na rede municipal do Rio no dia 7 de fevereiro e de forma 100% presencial

A data de retomada das atividades nas escolas do Rio ocorrerá dois dias antes do fim da imunização contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos

Fachada da Escola Municipal Rio Grande do Sul, no Engenho de Dentro - Foto: Reprodução Internet

O ano letivo na rede municipal de ensino do Rio de Janeiro já tem data para o retorno das atividades, será no dia 7 de fevereiro e de forma 100% presencial. A informação foi confirmada pelo secretário de Educação da cidade, Renan Ferreirinha, durante entrevista à TV Globo.

O chefe da pasta da Educação afirmou que a prefeitura tem acompanhando o desenrolar do cenário epidemiológico em todo município. Ele ainda afirmou que o acompanhamento tem sido feito com o auxílio da secretaria de Saúde.

Estamos completamente preparados para começar o ano letivo no dia 7 de fevereiro, que é o que a gente já desenhou desde o ano passado junto com a Secretaria de Saúde. (…) O Comitê Científico da Prefeitura vem acompanhando isso também. As matrículas estão acontecendo“.

A retomada das atividades nas escolas do Rio ocorrerá dois dias antes do fim da imunização contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos. Ferreirinha também comentou que a expectativa é de que os todos os professores da rede municipal já tenham se vacinado com a dose de reforço.

“Todos os professores da nossa rede a gente espera que já tenham tomado a dose de reforço. Na Educação, a nossa aderência é muito grande quanto à vacinação dos profissionais de Educação. Lembrando que foi uma vacinação prioritária em 2021”.

Segundo o secretário, a necessidade de comprovante de vacinação para os estudantes vai depender do avanço do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Governo Federal, acrescentando que o protocolo sanitário, que inclui o uso de máscaras e a higienização constante das mãos, será seguido dentro das unidades de educação.

“Aqui no Rio de Janeiro nós estamos muito focados em realizar essa vacinação da melhor maneira possível, incentivando, fazendo com que os nossos pais também possam levar seus filhos para se vacinar. Que a gente consiga ter essa camada extra para essa volta à normalidade da Educação, que é o que a gente mais deseja”.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui