Brenno Carnevale - Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (16/02), o secretário de Ordem Pública do Rio, Brenno Carnavale, em entrevista ao Bom Dia Rio, na TV Globo, disse que nenhuma ação que coloque em risco a integridade da população será adotada para pôr fim a festas clandestinas que acontecem em “áreas de influência do crime organizado”, como favelas.

O secretário falou sobre a festa identificada no Morro do Vidigal, na Zona Sul: “Esse estabelecimento já vem sendo monitorado e multas estão sendo aplicadas pelos eventos constatados de forma irregular naquela região. No entanto, a prefeitura não vai realizar ações que coloquem em risco a integridade física das pessoas que residem naquela comunidade, justamente por se tratar de uma área de influência do crime organizado“.

Ele destaca que uma ação policial para acabar com essas festas poderia terminar em confronto e colocaria os moradores da favela em situação de vulnerabilidade.

A operação em si demandaria um esforço policial com risco de enfrentamento. Então, além da vulnerabilidade sanitária que as pessoas irresponsáveis que estão realizando esses eventos estão provocando, haveria mais uma vulnerabilidade à integridade física das pessoas, que moram nessas regiões“, completou.

Segundo ele, nos casos de festas em que a prefeitura não conseguiu agir — como em áreas de risco, como na favela do Vidigal — os estabelecimentos serão responsabilizados. Pela legislação, a multa para estabelecimentos que funcionam de forma irregular é de pouco mais de R$ 900, segundo o secretário.

Com relação a festas em embarcações, a prefeitura, em conjunto com a Capitania dos Portos, conseguiu impedir a saída dos barcos que estavam em situação irregular, em descumprimento das medidas de proteção à vida.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui