Eduardo Paes no Mesa Viva ( Foto: Gabriel Subtil )
Eduardo Paes no Mesa Viva ( Foto: Gabriel Subtil )

Pesquisa do Instituto VER sobre as eleições municipais do Rio de Janeiro em 2020, a 1ª feita após a desistência da candidatura de Marcelo Freixo (PSol), traz uma notícia bem positiva para o ex-prefeito do Rio, e pré-candidato pelo DEM, Eduardo Paes. Ele aparece com 31,3% das intenções de voto, mais do que a soma total de todos os seus oponentes juntos, o que garantiria uma virtual vitória em 1º turno.

Neste melhor cenário para Paes, o 2º colocado é o atual prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) que tem 10,6%. Veja o resultado:

  • Eduardo Paes (DEM) – 31,3%
  • Marcelo Crivella (Republicanos) – 10,8%
  • Marta Rocha (PDT) – 6,8%
  • Chico Alencar (PSol) 4,5%
  • Alessandro Molon (PSB) – 2,9%
  • Benedita da Silva (PT) – 2,1%
  • Otoni de Paula (PSC) – 1,1%
  • Paulo Marinho (PSDB) – 0,7%
  • Rodrigo Amorim (PSL) – 0,3%
  • Hugo Leal (PSD) – 0,1%
  • Ninguém/Branco/Nulo – 26,9%
  • Não Sabe/Não Respondeu – 12,4%

Vale ressaltar que tanto neste cenário quanto no seguinte – que troca o nome do PSol de Chico Alencar para Tarcisio Motta – a pesquisa não leva em conta que o partido já teria se decidido pelo vereador Renato Cinco. Também inclui 2 nomes que não devem ser candidatos, Alessandro Molon e Otoni de Paula (no caso deste último, menos por falta de vontade e mais porque é do PSC, partido de Wilson Witzel e do Pastor Everaldo). A pesquisa também não incluiu o nome de 3 pré-candidatos assumidos, Clarissa Garotinho (PL), Paulo Messina (MDB), Eduardo Bandeira de Mello (REDE), Fred Luz (NOVO) e Cristiane Brasil (PTB), além de Marcelo Calero, que deve ser candidato pelo Cidadania.

Pois, em um 2º cenário, em que Tarcisio é candidato no lugar de Chico Alencar, há uma mudança um tanto estranha nos dados, com uma queda de mais de 6% nas intenções de voto de Eduardo Paes, e com Benedita da Silva ocupando a 3ª posição

  • Eduardo Paes (DEM) – 25,1%
  • Marcelo Crivella (Republicanos) – 9,6%
  • Benedita da Silva (PT) – 6,6%
  • Marta Rocha (PDT) – 6%
  • Tarcísio Motta (PSol) 3,8%
  • Alessandro Molon (PSB) – 3,1%
  • Otoni de Paula (PSC) – 1,5%
  • Paulo Marinho (PSDB) – 0,7%
  • Rodrigo Amorim (PSL) – 0,5%
  • Hugo Leal (PSD) – 0,3%
  • Ninguém/Branco/Nulo – 30,2%
  • Não Sabe/Não Respondeu – 12,6%

Ainda há água para rolar, até porque os efeitos da pandemia na economia e na política são desconhecidos. A impopularidade crescente de Wilson Witzel (PSC) e Jair Bolsonaro vem se acentuando, além da de Crivella, que, apesar de ter um eleitorado cativo, tem se mantido restrito a este, recebendo críticas de todos os lados ideológicos. Novos fatos podem surgir nas próximas semanas e afetar algumas candidaturas, mas, como era esperado, Paes vem indo bem e em céu de brigadeiro.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Feita entre os dias 20 e 23 de maio, por telefone, ouviu mil pessoas. A pesquisa foi originalmente divulgada pelo Agenda do Poder, e tem margem de erro de 3,1% e nível de confiança de 95%. E está registrada no TRE-RJ sob o número RJ-00902/2020.

3 COMENTÁRIOS

  1. Prefiro! Melhor do que um segundo turno de Freixo com Crivella e o eleitorado todo evangélico e da infestação miliciana das zonas norte e oeste darem mais 4 anos para o bispo

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui