Estava lendo o Gema Carioca, e ele trazia esta notícia:

Está proibida a venda de ingressos em dias de clássicos no Maracanã. A determinação, do secretário de Estado de Turismo, Esporte e Lazer, Eduardo Paes, foi tomada em virtude da grande procura por bilhetes para o jogo envolvendo Botafogo e Vasco no último domingo, quando muitas pessoas ficaram imprensadas do lado de fora do portão.

Ou seja, como na piada, tirou o sofá da sala! Pergunto ao Secretário de Esporte, que já aumentou o valor dos ingressos do Maracanã de forma que o mais humilde que gosta de futebol tem de escolher um jogo por mês (e imagina aqueles que esperam o gol 1000 do Romário), como quem trabalha vai fazer para comprar o ingresso? Mandar o motorista? Comprar pela Internet? Por favor Secretário, o operário não tem estes luxos.

Não quero ser populista, mas o futebol é um esporte popular, e não se pode simplesmente proibir apenas porque não há por parte de Eduardo Paes criatividade para aumentar o número de guichês abertos em clássicos, ou de papa-filas, o que diabos seja, mas não se pode simplesmente proibir. Sem contar que isso vai aumentar o número de cambistas, e o valor que eles vão cobrar.

Bem, se o Secretário quiser deixar o futebol tão popular quanto o golfe, ele está no caminho certo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui