O senador Arolde de Oliveira que faleceu nesta quarta-feira, 21/10, de problemas decorrentes do COVID-19, era um crítico do isolamento social. Dizia que destruía emprego e era inútil, conforme mostram tweets. Além de chamar de vírus chinês:

Arolde também era um defensor do uso da Cloroquina para combater o Coronavírus.

5 COMENTÁRIOS

  1. O cara era idoso e cheio de comorbidades. Mas como sempre hoje em dia só se morre de Covid.
    Claro que não foi isso. Pode até ter pego no final, pois é um vírus oportunista de UTI.
    Diário do Rio conta Bolsonaro não me interessa ler.

    • A senhora besta não leu a matéria mesmo hein(!?)
      Vírus oportunista de (pegar na) UTI (???)
      Ele estava tratando em casa faz quase um mês. No dia 4 evoluiu os sintomas para pior. Então, foi internado só aí.
      Se não acompanha sobre covid, passe a saber que na Imprensa mundial se notícia pesquisas indicando que o covid por permanecer por meses no indivíduo ao ponto de testes darem negativo, mas depois verificar que não, com o retorno dos sintomas. É o chamado covid persistente.

  2. Ele era um material humano de péssima qualidade.

    1° ) Ele nunca passou nada nesta vida.

    2° ) Ele nunca fez nada nesta vida.

    Na verdade era um ser inferior.

  3. Esse Senhor foi mais um dos responsáveis por eleger um presidente que joga no time dos endinheirados, fazendo pouco caso da população, ele também foi um grande influenciador da Cegueira dentro das igrejas, fazendo destas curral eleitoreiro em nome de Deus, sabemos que Jair Bolsonaro é um lunático ele tem um currículo de 27 anos de vida pública mamando na teta, colocou a família toda na Política, pois é o melhor emprego público que se tem no Brasil, não é Cristão Evangélico, mas se aliou aos Evangelicos com intuito de chegar a presidência, por que eles não abrem mão das regalias e cortam os direitos adquiridos dos trabalhadores?

  4. Eu acompanhava nas redes, como a todos os outros eleitos, mesmo que não tenha votado, exercendo, assim, a minha parte na cidadania.
    Lendo os comentários que fazia (como os citados e outros piores), veja que pagou o preço. Quem sabe no último suspiro tenha se arrependido das m. que dizia.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui