Cais do Valongo também fica no Bairro

Será criado o Circuito Histórico e Arqueológico da Pequena África, que inclui áreas da Região Portuária e do Centro Histórico da capital. É o que determina a Lei 8.105/18, sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo desta sexta-feira (21/09).

O projeto tem como objetivo incentivar a criação de circuitos que passem pelo trajeto da diáspora africana no estado, para a realização de atividades de caráter científico, educacional, social, econômico e turístico. O circuito deverá contemplar áreas, espaços, paisagens, personagens históricos, roteiros e qualquer outro elemento que retrate a cultura de matriz africana e dos afrodescendentes presentes ou ainda a serem identificados.

Pao-do-OuvidorCada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio.
Passa no Paço.

Podem ser contempladas ainda as ilhas da Baía de Guanabara, que serviram de lugar de quarentena e depósito de cativos africanos, junto com municípios atravessados pelas rotas internas por onde passavam os escravos. Antigos portos, mercados de escravos, cemitérios, igrejas, irmandades, antigas propriedades rurais, vilarejos e demais lugares identificados como ponto de chegada e dispersão da população africana e seus descendentes no período da escravidão no Brasil estarão inclusos no roteiro. Quilombos e áreas doadas a grupos ou famílias de ex-cativos também poderão fazer parte.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui