ALERJ por Ana PintaNão gosto do Sergio Cabral (PMDB), mas a democracia decidiu e ele será empossado amanhã pela manhã na ALERJ, assim como o vice-governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). A solenidade começa às 11 hs e deve durar cerca de 2 horas e meia e será presidida pelo presidente da casa Jorge Picciani (PMDB).

 

Durante a solenidade, na forma do artigo 139 da Constituição Estadual, Cabral e Pezão prestarão o seguinte compromisso: "Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as Leis e promover o bem geral do povo do Estado do Rio de Janeiro".

Em seguida, a primeira-secretária da Alerj, deputada Graça Matos (PMDB), lerá o Termo de Posse de cada um, que será assinado por eles, e o presidente Jorge Picciani os declarará empossados. Cabral subirá à Tribuna de Orador, para pronunciar seu discurso, ao término do qual a cerimônia será encerrada. O presidente da Alerj também fará uma saudação ao governador, no início da solenidade. Ao término, o governador dará uma entrevista coletiva para a imprensa, no Saguão Getúlio Vargas, e, em seguida, seguirá para Brasília para acompanhar a posse da presidente Dilma Roussef (PT).

 

Para a cerimônia na ALERJ, foram convidadas 1.200 pessoas, sendo que 570 já confirmaram presença. Entre elas, 55 deputados estaduais, 13 deputados federais, 21 secretários de estado, 56 prefeitos, nove presidentes de partidos, seis presidentes de câmaras municipais, dois senadores e um recém eleito para o Senado e 22 representantes consulares. Para fazer a segurança da cerimônia, que também contará com a presença do arcebispo do Rio e de representantes da Federação das Indústrias do Estado (Firjan), da Federação do Comércio do Estado do Rio  (Fecomercio) e da Associação Comercial do Rio (ACRJ), a Casa disponibilizará 84 seguranças de seu quadro de funcionários.

 

Sergio Cabral deverá chegar à Alerj por volta das 10h45, com a família, quando passará a guarda e será recepcionado pelo presidente do Parlamento fluminense no topo das escadarias do Palácio Tiradentes. Logo em seguida, ambos seguirão para uma reunião, dentro da Casa Legislativa, com o Comitê Olímpico Internacional (COI), prevista para terminar às 11h20. Logo após, acompanhado de Picciani, o governador irá para a sala da presidência, de onde partirá, dez minutos depois, para a cerimônia no Plenário Barbosa Lima Sobrinho. Durante a solenidade, a mesa será composta pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes, pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Luiz Zveiter, pelo procurador geral de Justiça do Rio, Cláudio Soares Lopes, e pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, além de Picciani, Cabral e Pezão. No Plenário, 240 pessoas assistirão a
solenidade, que também será acompanhada por 150 pessoas nas galerias,100 no Salão Nobre e 70 na sala das comissões (os dois últimos locais com transmissão por TV).

 

Foto: ALERJ por Ana Pinta

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui