Serviços da Prefeitura afetados por ataque hacker permanecem fora do ar

Serviços foram preventivamente retirados do ar para preservar a integridade dos dados

Sede da Prefeitura, no Centro do Rio - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A Prefeitura do Rio divulgou uma nota informando que os sistemas fazendários como arrecadação de IPTU e de emissão de nota fiscal, pagamento de ITBI e demais serviços foram preventivamente retirados do ar para preservar a integridade dos dados, após o ataque cibernético sofrido pelo Datacenter municipal, na madrugada de segunda-feira (15/08).

A Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento esclareceu, ainda, que a arrecadação não deve ser afetada pelo período de paralisação. Os vencimentos dos tributos ocorrem nos primeiros dias úteis do mês e o que for pago após esse período tem o mesmo valor até o último dia útil de agosto.

Já os contribuintes de ISS que utilizam o sistema da Nota Carioca podem emitir um Recibo Provisório de Serviço (RPS), obtido virtualmente ou em papelarias, e realizar a substituição posteriormente. Para não prejudicar o contribuinte, a Secretaria de Fazenda e Planejamento acrescenta que irá publicar uma resolução em que não vai considerar como dias úteis os dias de paralisação.

Na Secretaria Municipal de Saúde, o atendimento aos pacientes e o Sisreg não foram afetados, mas algumas unidades de saúde que funcionam com a rede do Iplan não puderam fazer a inserção de pedidos de exames e consultas nos sistemas de regulação. Assim como o painel de Covid-19, que está com a captura de seus dados afetada.

Não houve suspensão de aulas em função do ataque hacker na rede municipal de ensino. O ataque não trouxe prejuízos à vida acadêmica dos alunos e os sistemas da Secretaria de Educação que estão fora do ar também não prejudicaram os serviços prestados à população. Os CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) estão com os seus sistemas fora do ar para a realização de inscrição do CadÚnico. Já o Centro de Operações, o 1746 e o aplicativo Táxi.Rio operam normalmente.

Em nota, a prefeitura pediu a compreensão dos cariocas e ressaltou que os servidores da Iplan trabalham para que o sistema volte a sua normalidade o mais rápido possível.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui