“Vozes do Silêncio – Filme não filme”. Foto: Divulgação.

O espetáculo “Vozes do Silêncio – Filme não filme”, estreou no dia 02/04 pelo Sesc RJ, segue em temporada até 25/04, com sessões transmitidas na plataforma Zoom de sexta até domingo, às 19h. A atração – um híbrido entre teatro e cinema – é estrelada pela premiada atriz Carolina Virgüez sob direção de Fábio Ferreira. A apresentação é gratuita, mas com vagas limitadas, que podem ser garantidas em pelo link.

O projeto apresenta três curtas com textos do escritor e dramaturgo irlandês Samuel Beckett (1906-1989), os textos “Não eu”, “Passos” e “Cadência“. Ao ser encenada nos dias de hoje, a obra do artista joga luz sobre a crise do humanismo e propõe o repensar das perspectivas para a vida humana no planeta. A ideia é reintroduzir o problema da falta de comunicação entre os homens e chamar a atenção que, para além das ideologias, está a falta de escuta do outro.

Gravado em um casarão da Glória, na Zona Sul do Rio de Janeiro, “Vozes do Silêncio” apresenta três curtas complementares que trazem referências do cinema experimental russo e da artesania teatral, com uma riqueza metafórica intensa. São cenas plásticas e poéticas que transcendem a dramaturgia, mas que conversam com ela numa narrativa oscilante em que as vozes femininas se desdobram criando sombras, reminiscências, deslocamentos ao ponto do espectador se questionar sobre quem fala e de onde vêm essas vozes.

Brinco com as possibilidades de registrar o momento com câmera por meio de fusões, inversões de sentido e articulações entre trilha e movimento”, revela o diretor Fábio Ferreira, que começou sua carreira artística aos 16 anos como assistente do cineasta Silvio Tendler. “Embora formem uma trilogia, nenhuma produção se propôs a apresentar os três espetáculos no mesmo programa pela alta complexidade dos textos. Aqui no Brasil, já foram montados, mas separadamente”, conta Fábio. “O texto beckettiano tem uma sonoridade própria. A Carolina Virgüez é minha parceira de longa data. É uma atriz completa que tem todas as qualidades técnicas para essa montagem, um desafio que requer virtuose vocal e intensidade física”, elogia o diretor.

“Vozes do Silêncio – Filme não Filme” será lançado ainda este ano pela Editora Cobogó, com endosso de especialistas como o professor, poeta e tradutor Paulo Henriques Britto e Fábio de Souza Andrade, considerado o maior tradutor de Beckett do país.

Ficha técnica
Textos: Samuel Beckett
Tradução: Fábio Ferreira
Direção: Fábio Ferreira
Performance: Carolina Virgüez
Roteiro: Fábio Ferreira
Assistente de Direção: Carolina Rocha
Cenografia: Fabio Ferreira
Iluminação: Renato Machado
Assistente de Iluminação: Rodrigo Lopes
Visagismo: Cleber de Oliveira
Figurinista: Luiza Marcier
Assistente de figurino: Júlia Roliz
Trilha sonora: Felipe Storino
Participações Especiais:
Gerald Thomas – Contrabaixo
Paulo Passos – Clarone
Direção de movimento: Paulo Mantuano
Supervisão vocal: Jaqueline Priston
Câmera: André Monteiro
Assistente de câmera: Fernando Rezende
Administrativo e prestação de contas: Patrícia Basílio
Produção Executiva: Ártemis e Alex Nunes
Direção de produção: Sérgio Saboya e Silvio Batistela
Realização: Sesc RJ

“Vozes do Silêncio – Filme não filme” integra a programação do Arte em CenaTemporadas, braço de temporadas teatrais do projeto em que Sesc RJ transmite espetáculos artísticos em suas redes sociais e em plataformas digitais. Mais informações no site.

SERVIÇO
“Vozes do Silêncio – Filme não filme”
Projeto Arte em Cena, Sesc RJ

Quando: de 02/04 à 25/04/2021 – sempre às 19h
Classificação: 14 anos
Apresentações gratuitas pelo link



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Babi Wentz
carioca, estudante de Letras na UFRJ. Nascida numa segunda-feira de carnaval, se apaixonou muito cedo pela arte das Escolas de Samba. Moradora da Taquara, é Zona Oeste desde os onze anos; não dispensa um passeio pelo Centro, uma ida ao Parque de Madureira, uma volta pela Cidade das Artes ou qualquer outro evento que consiga ir. Gosta de teatro e música, às vezes se arrisca nessas áreas. Também é pseudônimo de Bárbara de Carvalho.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui