Imagem apenas ilustrativa | Imagem de Wokandapix por Pixabay

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe) defende que as atividades presenciais só sejam retomadas após a vacinação da população contra a Covid-19. Nesta semana, o prefeito Eduardo Paes (DEM) afirmou ser a favor da volta às aulas presenciais e o secretário Municipal de Educação, Renan Ferreirinha, disse que deve divulgar em breve o protocolo sanitário para o retorno.

Nós do Sepe defendemos que não é possível ter retorno das aulas presenciais até que todos nós, profissionais da Educação e comunidade escolar, que envolve os pais, as mães de alunos e também as crianças, sejamos vacinados. Não voltar antes da vacina porque a gente defende a vida de todos e todas”, disse Duda Quiroga, coordenadora do Sepe-RJ.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, em 2021, o ano letivo terá 202 dias, começando no dia 8 de fevereiro e terminando em 17 de dezembro. Em entrevista ao Bom Dia Rio, Ferreirinha contou que o plano de volta às aulas que está sendo elaborado através da parceria entre o Comitê Científico de Enfrentamento ao Covid-19 e a Secretaria Municipal de Saúde e toma como base a análise detalhada dos ambientes escolares.

Entre as medidas analisadas estão:

  • Qual deve ser o distanciamento ideal entre carteiras quando o aluno está com máscara ou sem a proteção;
  • Quantas pessoas podem estar em sala de aula, levando em consideração a quantidade de janelas e de aparelhos de ar-condicionado;
  • Como deve ser o funcionamento do refeitório;
  • Como deve ser organizado o intervalo para o recreio.

O protocolo também deve trazer informações sobre um eventual rodízio de alunos, já que o número de profissionais nas unidades de ensino deve ser reduzido.

2 COMENTÁRIOS

  1. E corrigindo a Larissa. Não é sindicato dos professores. E sim profissionais da educação. Aqui é tão bagunça que nem isso. Misturam professor com merendeira e porteiro de escola.

  2. A praia, a Lagoa, os parques e praças estão cheios de jovens que quando não estão dando rolezinho no shopping, se reúnem nesse lugares, em grupos, fazendo piquenique, jogando conversa fora etc.

    E os professores, e que lugar vivem(??) Aposto como também estão passeando…

    Já é hora de todos voltarem usando máscaras.
    O distanciamento social não é incompatível com retorno às aulas presenciais. Basta praticar o revezamento com atividades à distância.

    Os professores e principalmente esses sindicados dos profissionais da educação são os piores do mundo.

    Não se planejam para nada. Só querem deixar a educação largada e culpar os governos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui