Imagem meramente ilustrativa | Foto: Reprodução

Agora, os condomínios têm obrigação de comunicar, em até 24 horas, casos de maus-tratos a animais. A lei de autoria do vereador Dr. Marcos Paulo (Psol) estabelece multa que varia entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, em caso de reincidência.

A lei 7.053/2021 foi sancionada pelo prefeito Eduardo Paes nesta quinta-feira (29/09) e prevê que os recursos provenientes das multas serão destinados ao Fundo de Proteção Animal, que tem a missão de financiar políticas públicas em defesa dos animais na cidade do RJ, inclusive de apoio a ONGs e protetoras.

“O objetivo desta lei é educar a sociedade sobre o respeito que devemos ter com os animais. Nosso mandato notifica condomínios todos os meses por meio das Comissões de Direito dos Animais e Saúde Animal. Com esta lei, os próprios moradores passarão a pressionar o síndico para que ele combata e comunique quaisquer maus-tratos, uma vez que se a multa for aplicada, todos os moradores terão que arcar com ela”, detalhou Dr. Marcos Paulo, que é presidente da Comissão de Saúde Animal da Câmara.

2 COMENTÁRIOS

  1. Só faço uma pergunta.

    Vale denunciar condôminos que mantém PASSARINHOS na gaiola(???)

    A Mãe Natureza os dotou de asas para voar… e a condição em que vivem revela abominável ação contra essa habilidade que lhes foi concedida…

  2. Essas leis parecem não ter limites enquanto justificativa para “educar”.
    Veja que o que está acontecendo é o Estado abrir mão de obrigação que é dele.
    A Educação escolar é fundamental.
    As campanhas são fundamentais.
    O Estado não faz, ou faz mal, em ambas obrigações.
    O serviço educacional é sofrível e as campanhas são pouco efetivas enquanto não mais diretas e apelativas ao emocional, fora ainda que governos preferem gastar com publicidade para falar bem de projetos do governante com mira as eleições.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui