No sábado em um capítulo da novela "Duas Caras", a fracassada novela da Globo, que ainda não assisti e será mais uma daquelas que terá de passar por uma reformulação, fez um ataque ao hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

A personagem Gioconda Barreto, interpretada por Marília Pêra, passa mal na rua. Uma amiga que passava pelo local liga para o marido de Gioconda, Paulo Barreto, interpretado por Stênio Garcia, e pede pra ele correr para o lugar dizendo: “Já estavam querendo levá-la para o Lourenço Jorge”.

Aqui tenho de defender pelo menos este hospital que já usei algumas vezes, a mais recente há dois anos atrás. Para emergência não há filas, pode-se dizer que em hospital público se demora para fazer cirurgias, para atendimento ambulatorial mas nas emergências funciona, sim!

Agora, se a personagem precisasse, sei lá, de um transplante do coração, aí o atendimento particular seria melhor! Mas no emergencial, os médicos de hospitais públicos tem muito mais experiência e fazer um bom trabalho!

Sim, sei que vou ser xingado neste post.

P.S.: a personagem de Marilia Pera morreu.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui