Apesar da música sertaneja não ser exatamente um ritmo muito carioca – longe disso – o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, decidiu que sua campanha usaria como jingle uma melodia cuja música ficou famosa na voz de Marília Mendonça, o hit “Supera“, de 2019. O jingle foi divulgado recentemente, e realmente empolga, com uma letra fácil, daquelas que fica na cabeça, e que evoca o nome do presidente Bolsonaro, clamando pela reeleição do prefeito.

Alguns já estavam até brincando: como Marília é conhecida como Rainha da Sofrência, seria isso uma indireta do que significou esta administração para a cidade?

A música é muito boa, e o refrão é daqueles que não sai da cabeça. E claro que este é o objetivo de um bom jingle político, e a campanha de Crivella o usou ligando o atual prefeito ao presidente Jair Bolsonaro, num vídeozinho “supimpa”. Escute:

https://www.facebook.com/watch/?v=2114678741998469

Até aí tudo bem: seria um excelente jingle, provavelmente o melhor dos candidatos a prefeito do Rio em 2020 até agora. Só que tem um pequeno problema: o compositor Hugo Del Vecchio (@hugodelvecchio no insta), um dos criadores da música que foi gravada por Marília Mendonça via a gravadora BMG e um dos titulares dos direitos da canção negou hoje, em conversa com o DIÁRIO DO RIO, ter dado licença para o uso político da música. Ainda segundo o compositor, a campanha de Crivella já teria sido notificada pela editora sobre o uso não autorizado da música.

Perguntado se deu licença para uso da melodia como jingle de algum candidato à prefeito, afirmou que SuperaNão foi liberada para nenhum jingle até o momento”.

Em se confirmando esta história tragicômica – praticamente outra sofrência – se torna cômica a publicação feita pelo atual prefeito na tarde desta terça-feira, 29/9 dizendo que “Vale a pena ser honesto“. Parece até deboche, e deve ser.

View this post on Instagram

De uma coisa eu tenho certeza… ??????

A post shared by Marcelo Crivella (@mcrivella) on

8 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui