Sérgio CabralPelo jeito as manifestações que tomaram o Brasil de nada adiantaram, de nada mesmo. A última notícia é que a presidente Dilma Rousseff convidou (PT) Sérgio Cabral (PMDB) para ele se tornar seu ministro assim que renunciar ao governo do estado.

O motivo, claro, é puramente eleitoral, é para evitar uma briga até a morte entre o PMDB, que lançará Pezão candidato a governador e Lindbergh Farias, candidato pelo PT. Cabral ainda vai ter de dar um jeito de calar o presidente estadual do PMDB, Jorge Picciani e o deputado Eduardo Cunha, que tem criticado bastante Lindbergh e ao PT.

Ainda não foi informado qual será a pasta de Cabral, ele quer Minas & Energia. Mas já sabemos que de onde menos se espera é que não sai nada mesmo. Mas, interessante notar, que, como Ministro, o futuro ex-governador não poderá ser candidato ao Senado ou a deputado federal como estava sendo ventilado.

Fonte: Jornal Extra

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui