Desde o dia 1o de janeiro de 2021, a Subprefeitura da Barra, Recreio e Vargens vem atuando incansavelmente na escuta de demandas e solicitações dos moradores dos bairros de sua abrangência. Além dos canais de comunicação mais comuns (telefone e e-mail), a Subprefeitura conta com equipes afiadas para a coleta de informações nas mídias sociais e nas ruas.

Durante o período de transição, nos primeiros 15 dias de governo, o subprefeito Raphel Lima visitou associações de moradores dos diferentes bairros da região, para fazer um levantamento das ações emergenciais para as primeiras ações das secretarias e órgãos da prefeitura. Esse diálogo direto, encurta bastante o tempo de ação e permite organizar as prioridades.

Temos o Imóvel que você procura. Block Imóveis

Segundo a assessoria da subprefeitura, a primeira visita a Vargem Grande aconteceu antes mesmo do início do novo governo. A AMAVAG – Associação de Moradores e Amigos de Vargem Grande, foi a única que recebeu o subprefeito nesse período. Na ocasião o então presidente da associação, aproveitou o bate papo para entregar os ofícios com as principais reivindicações dos moradores do bairro. Ruas escuras com buracos, a finalização da ciclovia do Rio Morto e o olhar mais atento para as áreas de preservação ambiental foram os principais problemas apontados na reunião.

O subprefeito lembra que as ações no bairro começaram no dia 4 de janeiro, priorizando a limpeza de ralos, calhas e galerias de águas pluviais que estavam a muito tempo abandonados e atrapalhavam a drenagem das águas da chuva. Já na segunda quinzena de janeiro, os serviços de tapa buraco, iluminação pública e a revitalização das praças entraram no cronograma de atividades.

Através dos serviços de revitalização da Comlurb foram atendidas a Praça Doutor José Baltar (Praça do Largo), a Praça da Caridade, a Praça da Comunidade Beira Rio, a Praça Vargem Grande e a Praça da Agapanto, onde foram realizadas duas ações de atendimento à população. A primeira foi a VAN 1746 que realiza presencialmente o cadastramento de solicitações de moradores e a outra foi a Ação de conscientização sobre a Coleta Seletiva no bairro.

Em maio a Secretaria de Conservação entrou com a máquina Patrol em ruas que estavam em situação crítica por falta de nivelamento e problemas crônicos de alagamento, como a Rua do Cascalho, a Rua Zenetildes Alves Meira, a Rua Frei Martinho, a Rua Santa América, entre outras. São áreas alagadiças que precisam de mais atenção, e já está prevista uma nova vistoria com a Fundação Rio Águas para levantamento e avaliação de quais ações deverão ser tomadas.

Obras de drenagem na Estrada do Pacuí através da Fundação Rio Águas e o levantamento da transferência do retorno dos ônibus para uma região mais apropriada através da Secretaria de Transportes e da CET-RIO também estão em andamento.

Ainda sobre a Estrada Vereador Alceu de Carvalho, conhecida como Estrada do Rio Morto, a subprefeitura informa que nas próximas semanas será realizada a implantação da sinalização horizontal com a pintura das faixas, serviço que ficou pendente depois do último recapeamento da pista.

Já a tão desejada Ciclovia do Rio Morto, está em vias de virar realidade. Um pleito de mais de 20 anos dos moradores, enfim saiu da gaveta e já tramita para licitação, através de um pregão. No próximo sábado, 25 de setembro, o Prefeito Eduardo Paes (PSD), estará no bairro para conversar com os moradores sobre o início das obras ao lado do Vereador e Presidente da Câmara, Carlo Caiado (DEM) e do Subprefeito Raphael Lima.

Raphael lembra que só no bairro de Vargem Grande, já foram mais de 90 ações registradas no sistema da subprefeitura. “O número é bom, mas sabemos que a Prefeitura ainda tem muito trabalho pela frente. Minha equipe segue na escuta, ouvindo as solicitações e sugestões dos moradores e seus representantes.”

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui