Escorpião Negro | Foto: Divulgação

Nem Marvel e nem DC, dessa vez os cariocas poderão ver nas telas um super-herói que, acredite, luta contra as milícias e vêm do Rio de Janeiro, mais precisamente da Cidade Imperial, Petrópolis. O Escorpião Negro, personagem criado por Cleyton Duarte vai sair dos quadrinhos para se tornar um live-action. O filme será produzido pela Excelsior Filmes.

O autor dos quadrinhos comemorou mais essa conquista: “fazer com que uma história nossa alcance uma mídia com tanto potencial assim é um sonho realizado”. Cleyton ainda destacou que “o Brasil tem muitos personagens bacana com potencial que não são explorados por medo ou por falta de interesse mesmo“.

Nos quadrinhos, a história do super-herói da região serrana do Rio se passa em uma Petrópolis dominada pelo crime. O protagonista Bruno Reis é filho de um candidato a prefeito que prometeu lutar conta as milícias da Cidade Imperial; durante um comício ele é assassinado. Bruno então descobre que seu pai faz parte de uma confraria secreta que visa limpar a cidade e restaurar seus dias de glória. Essa mesma sociedade tenta recrutá-lo, mas ele não quer apenas justiça e sim vingança.

Um dos agentes dessa sociedade, que era “segurança” do pai dele, resolve treiná-lo e ele aproveita os recursos da fraternidade para criar a persona do Escorpião Negro, e enquanto limpa a cidade do Império do crime comandado pelo Rei Miliciano (Henri Mustafá), busca respostas sobre o assassinato do pai.

Arte Escorpião Negro | Foto: Divulgação

Mas o Escorpião Negro não será o único super-herói a chegar às telas. Cleyton ainda não pode dar muitos detalhes, mas contou que a Garota Veneno, uma personagem inédita que ainda nem apareceu nos quadrinhos, também vai marcar presença na produção.

Enquanto o Escorpião limpa a cidade, o crime e a disputa de território se intensificam no morro da Glória, também em Petrópolis. Amanda, ou a Garota Veneno, como preferir, é praticante de capoeira e karatê nos projetos sociais da comunidade e tem seu irmão vítima de bala perdida em um confronto entre policiais corruptos e traficantes. Ela se inspira na figura do Escorpião para buscar vingança e punir os responsáveis pela violência no bairro.

Garota Veneno | Foto: Divulgação

Outra super-heroína de autoria de Cleyton que vai dos quadrinhos para os filmes é a Mulher Atômica, que trabalha como pesquisadora na área da física nuclear na usina de Angra dos Reis, e em uma das trocas de combustível, acaba caindo na câmara radioativa.

Ao invés de sofrer danos por conta da radiação, a heroína ativa poderes sobre humanos em seu corpo. Só que nem tudo é tão simples como parece… Ela só sobreviveu e ganhou poderes por conta de um tratamento feito na infância que não foi bem manuseado.

Sem muitos detalhes ainda, Cleyton afirmou que imagina que a Mulher Atômica pode virar filme em uma animação, em vez de um live-action, pois por ter poderes de fato, demandaria mais efeitos especiais na produção.

Mulher Atômica | Foto: Divulgação

O filme ainda não tem previsão de lançamento, mas Cleyton contou que está animado e ansioso para iniciar a fase de pré-produção. E para quem já quer conhecer um pouco mais a história dos personagens, é possível adquirir os quadrinhos através da página ou do Instagram @escorpiao.negrohn.

E Cleyton não é o único autor que trouxe o mundo dos heróis para o Rio de Janeiro… O DIÁRIO DO RIO selecionou 10 dos super-heróis do Rio de Janeiro, muitos deles cujas histórias se passam na Cidade Maravilhosa. Confira aqui.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui