Foto: Divulgação

O presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro, Fábio Queiróz, e o governador em exercício, Claudio Castro, se reuniram nesta segunda-feira (14/12) e definiram que os supermercados do Estado serão usados como pontos de vacinação contra a Covid-19.

A ação, proposta por Queiróz, é de que as lojas auxiliem no processo de vacinação cedendo seu espaço.

A gente estava junto no início da pandemia, onde corajosamente garantimos o abastecimento da população, e estaremos juntos no fim da pandemia no ato de vacinação, dentro dos supermercados. Eu agradeço a cada supermercadista por eu poder ser um porta voz para o governo de algo tão importante dentro da pandemia“, afirmou o presidente da ASSERJ.

Conforme noticiado no DIÁRIO DO RIO, a Secretaria Estadual de Saúde já começou com os procedimentos internos para a compra de 50 milhões de unidades. Cláudio Castro afirmou que o Rio de Janeiro já dispõe de um “plano estadual de imunização” pronto, mas ele ainda não foi divulgado.

Entretanto, enquanto o Governo do Estado está dando os primeiros passos para iniciar a vacinação, Eduardo Paes, que assume a prefeitura do Rio em janeiro, pretende agilizar o processo. Em entrevista ao DIÁRIO DO RIO, o futuro secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, revelou que o intuito é vacinar a população até março de 2021.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui