Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (01/06), a SuperVia informou que a tarifa dos trens custará R$ 5,90 a partir de 1º de julho. O reajuste estava previsto originalmente para o dia 2 de fevereiro, mas após acordo com o Governo do Estado do Rio, foi aplicado um desconto temporário de 90 centavos na tarifa.

A concessionária afirma que, após 100 dias de negociações com o governo do estado sem acordo, nesta segunda-feira (31/05), decidiu pelo reajuste. De acordo com a SuperVia, o valor foi homologado em dezembro de 2020 pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes (Agetransp).

O anúncio do aumento da tarifa está sendo realizado através das redes sociais e dos canais de comunicação da SuperVia.

A mudança tarifária é resultado da aplicação da variação do IGP-M, índice previsto no Contrato de Concessão. O acordo com o governo previa que até esta segunda fossem definidos os meios para viabilizar o reequilíbrio econômico-financeiro da concessão do transporte ferroviário de passageiros, o que não ocorreu.

A SuperVia destaca ter tido prejuízo com a pandemia e afirma que deixou de transportar mais de 102 milhões de passageiros, desde o dia 14 de março de 2020, quando foram iniciadas as medidas de isolamento no Estado do Rio.

Antes da pandemia, a concessionária atendia a uma média de 600 mil passageiros diários, mas o número de embarques atualmente caiu pela metade e soma cerca de 300 mil passageiros em dias úteis.

Segundo a SuperVia, a queda de demanda já chegou a 70% e atualmente se estabilizou em 50%. A perda financeira neste período é de mais de R$ 472 milhões. A empresa ainda afirma que tinha expectativa de melhora para o segundo semestre de 2021.

A expectativa inicial era que a recuperação completa do fluxo de clientes se desse no segundo semestre de 2021. Mas, o comportamento da pandemia, assim como a crise econômica do país e o aprofundamento da crise no Rio de Janeiro alteraram a previsão de retomada da quantidade de passageiros transportados antes da pandemia apenas para 2023“, afirmou.

1 COMENTÁRIO

  1. Governo do Estado lerolerista tentou levar no bico a SuperVia. Esta, que está em vias de falência, abriu o bico e está cobrando aquilo que tem direito de cobrar. É caro? Talvez. Pesado pro bolso do povo? Sim. A sociedade tem um contrato com a concessionária que tem que ser cumprido – não seremos um país se não cumprirmos obrigações. Mas fica aí a deixa pro querido Governo do Estado, que pretende fazer mais dívidas e gastar o dinheiro da CEDAE sem resolver as pendências que o próprio Governo do Estado já tem!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui