Imagem apenas ilustrativa | Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Na manhã desta quinta-feira (02/09), a equipe técnica do Procon Carioca, órgão municipal vinculado à secretaria de Cidadania, encaminhou uma notificação à Supervia solicitando que, no prazo de até 10 dias, a concessionária de transporte ferroviário apresente explicações sobre a paralisação do ramal Japeri e na extensão Paracambi.

A operação de trens foi suspensa por quase três horas nesta segunda-feira (30/08) em função do furto de equipamentos de sinalização, segundo divulgou a concessionária. Os trens pararam às 16h15 e só voltaram a operar gradativamente às 19h06. As estações foram fechadas para embarque e desembarque. Nesta semana, a operação já foi suspensa 3 vezes.

Vale ressaltar que, somente em 2021, a Supervia suspendeu mais de 800 viagens, o que prejudicou milhões de clientes, uma vez que a empresa oferece serviço essencial de locomoção para grande parte da população.

Segundo o diretor executivo do Procon Carioca, Igor Costa, a interrupção do serviço causou muitos transtornos e deve ser esclarecida.

A Supervia terá que explicar sobre o plano de contingência adotado, reembolso dos passageiros, causas da interrupção, dentre outras questões“, afirmou Igor.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui