Foto: Divulgação

Diferentemente do que vem sendo noticiado, o Teatro Odisseia não oficializou seu fechamento. O que foi dito, em nota pública, é que o espaço precisa de novos apoios para continuar funcionando. Caso isso não ocorra, pode ser que nos próximos 6 meses, a Casa encerre as atividades.

De acordo com Leo Feijó, proprietário do Teatro Odisseia, o desejo de quem trabalha no e pelo local é que a Casa comemore mais 15 anos de existência, como acontece neste 2019. No entanto, com pouco investimento, a situação está cada vez mais difícil.

“Não vai fechar agora, mas depende até o fim do ano do que vai acontecer. A programação continua”, disse Feijó ao Diário do Rio.

Feijó também se manifestou em nota oficial:

CARTA ABERTA a frequentadores e parceiros

O Teatro Odisseia está completando 15 anos de Lapa. Uma trajetória com mais de 2 mil shows, festas, exposições e espetáculos diversos.

Mais de 1,5 milhão de pessoas passou por lá nesse tempo. Colaboramos com ações de valorização da Lapa e respeitamos todos os músicos, produtores, técnicos, divulgadores, bartenders e outros profissionais envolvidos de alguma maneira na construção desse espaço cultural democrático e relevante.

Desejamos seguir por mais 15 anos. Para isso precisamos investir em melhorias na casa e em comunicação. Precisamos de marcas parceiras e novos sócios que acreditem no potencial do Teatro Odisseia, uma das melhores casas de porte médio do Brasil.

Seguimos na luta, mas sem apoio ou investimentos externos é possível que os próximos 6 meses sejam a última temporada da casa.

Deixo meus contatos e peço que compartilhem.

A Lapa resiste pela Música!

Aberto em 2004, o Teatro Odisseia recebeu em seu palco artistas como Paralamas do Sucesso, Los Hermanos, Marky Ramone, Jello Biafra, entre muitos outros.

Desde o mês passado, o Odisseia vem realizando um evento para celebrar seus 15 anos de existência. Artistas como Wander Widner e Matanza se apresentaram durante as celebrações.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui