Tempo chuvoso permanece no Rio durante toda quarta-feira

Chuva não dará trégua e tempo no Rio segue fechado nesta quarta

Alagamento na Tijuca (Foto: Delmiro Junior)

O verão parece que resolveu abandonar o carioca de vez. As fortes chuvas que atingiram várias regiões da Capital Fluminense nesta terça-feira (11/01) devem permanecer durante toda quarta (12/01), com breves intervalos de sol entre nuvens. A previsão para toda cidade é de mais chuva para as próximas horas.

Segundo o sistema Alerta Rio, ventos em níveis médios e altos da atmosfera manterão o tempo instável na cidade. Os ventos vão variar de fracos a moderados e as temperaturas devem registrar máxima de 31ºC e mínima de 23ºC.

O município entrou em estágio de mobilização às 16h55 desta terça-feira (11/01), com o registro de chuva forte a muito forte na Zona Norte.

O Estágio de Mobilização é o segundo nível em uma escala de cinco e significa que há riscos de ocorrências de alto impacto na cidade. Há possibilidade de nova mudança de estágio devido à chuva e/ou outros fatores.

Defesa Civil do Rio aciona sirenes em 11 comunidades

A Defesa Civil do Rio informou que 17 sirenes em 11 comunidades forma acionada na tarde desta terça-feira. As sirenes foram tocadas nas comunidades Cachoeirinha, Cachoeira Grande, Cotia, Dona Francisca, Nossa Senhora da Guia, Alemão, Engenho da Rainha, Joaquim de Queiroz, Santa Terezinha, Rua Mira e Vila Cruzeiro.

Nesses locais, a quantidade de chuva ultrapassou o limite de 40 milímetros em uma hora, determinado pelo protocolo de acionamento das sirenes. O maior acumulado foi no Complexo do Alemão, com 64 milímetros.

Ao todo, 20 solicitações foram recebidas pela Defesa Civil desses locais. As equipes técnicas e de engenharia estão em contato com as localidades para verificar quais ocorrências poderão ser classificadas como emergenciais.

Desde a última quinta-feira, dia 6, a Defesa Civil recebeu 341 chamados da população por causa das chuvas intensas que atingem a cidade com pedidos de vistoria por ameaça de desabamento, rachaduras e infiltrações em imóveis ou em casos de deslizamentos de terra.

Desses, 49 chamados foram classificados como emergenciais, resultando na interdição de 70 imóveis que apresentavam algum tipo de risco para os seus moradores, que foram para a casa de parentes ou amigos ou foram encaminhados para atendimento da Assistência Social.

Os bairros com maior número de solicitações foram Tijuca (15), Campo Grande (14), Vila Isabel (12), Bangu (11) e Andaraí (10).

Ainda segundo a Defesa Civil, as equipes seguem nas ruas realizando as vistorias e atendendo chamados da população. Em caso de emergências, o órgão pode ser acionado por meio do telefone 199.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui