Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A vereadora Teresa Bergher (Cidadania), membro da Comissão de Ética da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, vai pedir, nesta quinta-feira, 8/4, o afastamento de Dr. Jairinho (Solidariedade). Jairinho é suspeito do assassinato de seu enteado Henry, e foi preso nesta manhã.

Bergher é autora do pedido, e o Conselho de Ética se reúne às 18h desta quinta-feira na Câmara de Vereadores.”Ele precisa ser afastado imediatamente. Pela imagem da casa, pela credibilidade de cada um de nós vereadores e por respeito a esta criança vítima de um cruel assassinato e a toda a população que representamos”, diz Teresa.

Além de Bergher, entre os políticos do Rio de Janeiro, apenas Clarissa Garotinho (Pros) se posicionou nas redes sobre o caso até às 7h50.

Quem também é investigado na Comissão de Ética, é o vereador Gabriel Monteiro (PSD), eles vão analisar o péssimo comportamento do vereador desde que tomou posse.

São membros da comissão de Ética Alexandre Isquierdo (Democratas), Chico Alencar (PSOL), Jairinho (SDD), Rogério Amorim (PSL), Rosa Fernandes (PSC), Zico Papera (Republicanos) e Teresa Bergher (Cidadania), membros do Conselho de Ética. Que ainda tem como suplentes uiz Ramos Filho (PMN), Vitor Hugo (MDB) e Welington Dias (PDT).

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui