Terreirão do Samba - foto Eduardo Trinta

A Prefeitura do Rio de Janeiro publicará nesta segunda-feira (21/06), no Diário Oficial do Município, um chamamento público do tipo Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para escolher o melhor projeto de revitalização e modernização do Terreirão do Samba, no Centro da cidade. O espaço deverá contar com atividades culturais o ano todo.

A gestão do Terreirão, que passará por licitação, será feita pela iniciativa privada que deverá destinar 60% da programação do local ao samba e a manifestações ligadas ao carnaval. O caráter popular do Terreirão do Samba também deverá ser mantido, com a cobrança de ingressos a preços acessíveis.

A modernização e revitalização do Terreirão do Samba tem início através do chamamento público, quando a iniciativa privada desenvolve e apresenta estudos de viabilidade financeira em uma nova modelagem comercial, turística e cultural do espaço. As propostas podem ser apresentadas por profissionais liberais, pessoas físicas, empresas e organizações sem fins lucrativos, que terão 30 dias para se habilitarem e apresentarem o conceito de sua proposta.

A avalição dos projetos é feita por uma comissão multidisciplinar da Prefeitura, que poderá escolher até duas propostas que mais se enquadrem nas premissas do edital e que darão origem ao estudo, elaborado em 90 dias, que vai nortear a concessão de uso da área pública.

No edital de concessão constarão as obrigações da iniciativa privada diante das atividades do espaço. No período de carnaval, o Terreirão do Samba deverá estar completamente voltado para o samba e atividades do período carnavalesco, que compreende os 25 dias que antecedem a abertura oficial da folia, passando pela semana dos desfiles das escolas de samba, e os oito dias posteriores ao desfile das campeãs. A Riotur deverá participar do planejamento, programação e produção artística do Terreirão do Samba.

Um espaço voltado para o turismo

A reforma do Terreirão do Samba tem como objetivo trazer o carioca de volta ao espaço, e também atrair mais turistas que encontrarão um espaço com samba sempre e integrado ao Sambódromo, com nova iluminação. Além do acesso ao Museu do Samba, localizado na Praça da Apoteose, e que também será revitalizado e ganhará programação no ano todo, assim como a Cidade do Samba que está em processo de desinterdição.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui