Foto: Laura Marques

Um terreno de 25 mil metros quadrados localizado no número 104 da Rua Marquês de São Vicente, na Gávea, Zona Sul do Rio, pode ganhar um novo empreendimento residencial ou comercial junto com um parque. Isso porque, um Projeto de Lei complementar, que tramita desde 2018 na Câmara de Vereadores do Rio, está cada vez mais próximo de ter desfecho favorável a realização de investimentos no local.

No ano de 2003, o terreno foi comprado por cerca de R$ 6 milhões pela rede de supermercados Mundial que pretendia construir uma de suas filiais na região. A ideia, no entanto, nunca foi concretizada por falta de autorização da prefeitura, que entendia que um empreendimento desse porte poderia comprometer o fluxo do trânsito no bairro.

Na ocasião, a empresa adquiriu o espaço com a condição de que o imóvel erguido tivesse um parque com visitação aberta ao público.

De acordo com o Líder do governo na Câmara, o vereador Dr. Jairinho (Solidariedade) a proposta poderá ser votada após o retorno das sessões presenciais, previstas para o mês de Agosto.

O projeto conta com o apoio da população local e da Secretaria de Urbanismo. Não vejo entraves para o projeto não ser aprovado“, disse o vereador.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

7 COMENTÁRIOS

  1. Terreno abandonado? Não , ele tem dono! Só porque e na Gávea , qual o problema de ser um empreendimento de rede de super mercados!!!! Centro empresarial pode????! Só no Brasil mesmo.

  2. Mario, retração onde ? Justamente na pandemia, batem-se recordes de vendas de Imóveis. Informe-se melhor e vai ver que bem de raiz, como o imóvel, é a opção mais segura !

    • Mario, retração onde ? Justamente na pandemia, batem-se recordes de vendas de Imóveis. Informe-se melhor e vai ver que bem de raiz, como o imóvel, é a opção mais segura !

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui