Praia lotada no Rio em setembro de 2020, em meio à pandemia - Foto: Alexandre Cassiano/Agência O Globo

Na manhã desta sexta-feira (22/01), a Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou seu 3º boletim epidemiológico acerca da possibilidade de infecção pela Covid-19 na capital fluminense. De acordo com o novo levantamento, que se refere à semana de 17 a 23 de janeiro, todas as 33 Regiões Administrativas (RAs) ligadas à Saúde têm alto risco de contágio pela doença. Vale ressaltar que nas semanas passada e retrasada, eram 28 e 18, respectivamente, com essa chance.

Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Presente no anúncio, o prefeito Eduardo Paes pediu consciência à população carioca para que não haja eventos com aglomerações: ”Não dá para ficar curtindo a vida a valer. Não dá para ficar na balada. Dá para sair, ir para os espaços públicos, mantendo o distanciamento social e usando a máscara. O comércio está aberto. As atividades comerciais, inclusive as noturnas e restaurantes, estão abertos.”

Além disso, Paes afirmou que o Poder Executivo Municipal vai aumentar a fiscalização em relação a eventos que não têm permissão para serem realizados e que há possibilidade de endurecer as regras sanitárias caso a cidade chegue a um risco muito alto de contaminação. Na última quinta-feira (21/01), vale lembrar, o prefeito anunciou o cancelamento do Carnaval este ano, com a festa só voltando a acontecer em 2022, dependendo de quantas pessoas já tiverem sido vacinadas.

Neste momento, são 3 níveis na escala de riscos: moderado, alto e muito alto. Eles são escolhidos no boletim epidemiológico segundo a quantidade atual de internações nas unidades hospitalares e de mortes. Até quinta, o Rio tinha 16.543 óbitos e 182.713 casos confirmados de Covid-19. São 582 pessoas internadas na rede municipal, sendo 224 delas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Já na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), são 1.017 hospitalizados e 504 em UTIs.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui