Trabalhadores informais terão auxílio de R$ 150,00 por conta do cancelamento do Carnaval de rua

Parceria entre Ambev e Zé Delivery concederá auxílio a partir de R$ 150,00 para cada trabalhador, além de bolsas de estudos

Cada trabalhador do Carnaval pode receber um auxílio de R$ 150,00, além de ter acesso a bolsas de estudos / Divulgação

A Ambev e Zé Delivery celebraram uma parceria para minimizar os estragos financeiros resultante do cancelamento dos 2 últimos carnavais de rua por conta da pandemia de Covid-19. As empresas concederão um auxílio financeiro a ambulantes e catadores que costumam fazer ganhos extras durante dos festejos carnavalescos, assim como ocorreu em 2021. Para receber o auxílio os trabalhadores devem preencher um cadastro na plataforma www.ambev.com.br/parceirosdeoutroscarnavais, até o próximo sábado, dia 5.

Cada profissional receberá no mínimo R$ 150 de auxílio. Além desse valor, a cada pedido realizado pelos consumidores, através do app Zé Delivery em todo o território nacional, até 5 de março, mais 5 reais serão destinados à ação. Todo o valor arrecadado durante a campanha será dividido igualmente pelo número de cadastrados. A Ambev e o Zé Delivery destinarão R$ 5 milhões à campanha.

Os catadores, por sua vez, receberão ajuda da Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT), responsável pela mobilização de cooperativas locais selecionadas para cadastro e pagamento a catadores cooperados e avulsos.

A Ambev e o Zé Delivery também oferecerão a ambulantes e catadores 3 mil bolsas de estudo de cursos profissionalizantes em diversas áreas, com o objetivo de qualificar os trabalhadores em suas áreas de interesse, além de permitir que eles tenham a possibilidade de gerar renda de forma alternativa. Os profissionais podem fazer a sua inscrição na plataforma de ensino online eduK. As bolsas ficarão disponíveis por 3 meses.

As empresas esperam que aproximadamente 23 mil pessoas sejam beneficiadas com o projeto. As inscrições vão até sábado (5). Poderão participar profissionais do Rio de Janeiro (RJ), de São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Olinda (PE), Florianópolis (SC) e Brasília (DF).

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. como não conheço os critérios, não dá para dar uma opinião completa, mas fica parecendo que as cervejeiras estão aproveitando a recuperação deste carnaval para tentar manter sob sua esfera de influencia esse pessoal que faz um bom $$$ no carnaval. E ainda com a “colaboração” dos clientes. Tem muita gente que está no sub-sub-subemprego e a ajuda pode fazer diferença mas tem os profissionais que fazem 3, 4, 6 meses de ganho no evento e vão receber do mesmo jeito.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui