Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Nesta quinta-feira (17/12), o Tribunal Especial Misto, que julga o processo de impeachment do governador afastado, Wilson Witzel, ouve as 27 testemunhas de acusação e de defesa do processo. As testemunhas em prisão domiciliar ou em presídios poderão ser ouvidas por videoconferência. A continuidade da ação foi aceita no dia 5 de novembro.

Witzel está afastado desde 28 de agosto devido a denúncias por suspeita de corrupção. Ele é investigado por suposta participação em fraudes na área da saúde. O interrogatório de Witzel está marcado para esta sexta-feira (18/12), às 16h. O governador afastado deverá apresentar sua defesa.

O Tribunal Misto é formado por cinco desembargadores e cinco deputados estaduais e presidido pelo desembargador Claudio de Mello Tavares, presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ).

Quem são as testemunhas?

Entre as principais testemunhas chamadas, estão Edmar Santos, ex-secretário de Saúde, que firmou delação premiada que implica Witzel no esquema de corrupção na pasta; Mário Peixoto, empresário preso na Operação Tris In Idem e apontado como principal articulador do esquema durante o governo Witzel; e Helena Witzel, esposa do governador afastado.

A acusação no Tribunal Especial Misto, representada pelo deputado Luiz Paulo (PSDB), convocou as seguintes testemunhas:

  • Luiz Roberto Martins, sócio da Organização Social Unir
  • Lucas Tristão do Carmo, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, aluno de Witzel e acusado de espionar deputados
  • Everaldo Dias Pereira (Pastor Everaldo);
  • Victor Hugo Amaral Cavalcante Barroso;
  • Gabriell Carvalho Neves Franco dos Santos ;
  • Ramon de Paula Neves;
  • Roberto Bertholdo.

A defesa de Witzel convocou as seguintes testemunhas:

  • Edmar Santos;
  • Gabriell Carvalho Neves Franco dos Santos;
  • Claudio Alves França;
  • Carlos Alberto Chaves, atual secretário de Saúde;
  • Mario Peixoto;
  • Roberto Bertholdo;
  • Luis Augusto Damasceno Melo;
  • Hormindo Bicudo Neto;
  • Sergio D’Abreu Gama;
  • Felipe de Melo Fonte;
  • Luiz Roberto Martins;
  • Marcus Velhote de Oliveira;
  • Luiz Octávio Martins Mendonça;

O relator do Tribunal, Waldeck Carneiro, convocou as seguintes testemunhas:

  • Nelson Roberto Bornier de Oliveira
  • Mario Pereira Marques Neto
  • Edson da Silva Torres
  • Gustavo Borges da Silva
  • Carlos Frederico Verçosa Duboc
  • Maria Ozana Gomes
  • Mariana Tomasi Scardua
  • Bruno José da Costa Kopke Ribeiro

Já o deputado Alexandre Freitas, durante a sessão do dia 4 de dezembro, pediu a convocação das seguintes testemunhas:

  • Helena Witzel
  • Alessandro de Araújo Duarte

Após ouvir as testemunhas, a acusação e a defesa fazem as alegações finais. Em seguida, o relator do processo, deputado estadual Waldeck Carneiro, se manifesta e dá seu voto. Os integrantes do Tribunal Especial Misto podem acompanhar ou não o voto do relator.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui