A direção da TV da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro é alvo de uma disputa que já chegou à Justiça. Em meio ao impasse, a TV Alerj ficou fora do ar por 24 horas no último dia 28 de dezembro após 23 dias de uma licitação contestada pelas empresas concorrentes.

A TV Alerj tem orçamento anual superior a R$ 9,3 milhões e previsão de contratação de 96 funcionários.

A disputa envolve uma Casa Legislativa marcada por suspeitas que levaram à prisão de dez deputados estaduais do Rio nos últimos dois anos e em meio à previsão de mudança da sede da Alerj do Palácio Tiradentes para um antigo prédio do Banerj, após reforma de R$ 156 milhões.

No caso da TV, a antiga operadora, a Digilab S/A, chegou a desativar seus serviços após ficar sem receber pelos serviços prestados desde novembro. O desligamento do sinal aconteceu oito dias depois de a Alerj assinar contrato com a vencedora da concorrência, realizada em 5 de dezembro.

Apesar de formalmente contratada em 20 de dezembro, a vencedora da licitação, a Câmera 2, ainda não tinha dado início à operacionalização da TV.

A TV Alerj tem um alcance de 14 milhões de espectadores no cabo e via satélite para todo o Brasil. Mas sua audiência nunca foi medida, de acordo com a Folha de São Paulo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui