Uerj vai ofertar disciplinas de graduação com participação de professores estrangeiros

A iniciativa permite a oferta de disciplinas de graduação internacionalizadas obrigatórias e eletivas, seguindo o calendário acadêmico da Universidade

Imagem meramente ilustrativa da fachada da Uerj - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

Os estudantes de graduação da Uerj terão a possibilidade de ter a experiência do intercâmbio internacional de forma gratuita e sem sair de casa. É o que prevê parceria firmada entre a Diretoria de Cooperação Internacional (Dircint) e a Pró-reitoria de Graduação (PR1), com o Virtual Exchange Program (VEP). A iniciativa permite a oferta de disciplinas de graduação internacionalizadas obrigatórias e eletivas, seguindo o calendário acadêmico da Universidade.

O idioma de interação das turmas envolvidas ficará a critério dos docentes. Mas alunos que não tiverem domínio de outra língua não precisam se preocupar, pois todos os módulos da disciplina deverão ser disponibilizados também em português.

O VEP tem como objetivo proporcionar maior capacidade de comunicação com pessoas de culturas distintas e desenvolver habilidades transversais, que podem fazer diferença no mercado profissional. Para a diretora da Dircint, Cristina Russi, a implementação do programa traz diversos benefícios para docentes e discentes.

Professores poderão aumentar suas parcerias internacionais. Para os estudantes, a grande vantagem é poder fazer uma internacionalização de dentro de casa, já que, infelizmente, a gente não consegue mandar todos os alunos para um intercâmbio presencial. Além disso, acredito que o programa vai estimular esses alunos a fazerem mestrado e doutorado fora do país”, acrescenta a diretora.

De acordo com Cristina Russi, duas disciplinas já estão previstas: “Empreendedorismo” e “Empreendedorismo e Inovação”, eletivas do Instituto de Química e da Faculdade de Engenharia, respectivamente. As unidades estão em negociação de parceria com a Universidade do Porto, de Portugal, e com o National Institute of Applied Science and Technology, da Tunísia. A estimativa é que as aulas comecem ainda neste ano.

Além da graduação, o programa também será implementado na pós-graduação. A Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa (PR2) já deu a autorização e o processo está sendo avaliado pelo Conselho da PR2, com posterior submissão ao Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Csepe).

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui