Foto Cleomir Tavares/ Diario do Rio

O Instituto Rio21, a pedido do DIÁRIO DO RIO, foi às ruas para fazer uma grande pesquisa sobre os cariocas, seus gostos e seus hábitos. É uma das mais completas pesquisas já feitas sobre o que nos acostumamos chamae de “carioquices”. Os resultados ajudarão todos nós a saber um pouco mais sobre este povo batalhador que tenta levar tudo com um sorriso no rosto, apesar dos pesares. Foram nada me os do que 714 entrevistados, entre 10 de fevereiro e 8 de março, representando estatisticamente a população carioca, resultando num amolo panorama sobre algumas curiosidades do morador do Rio de Janeiro.

De acordo com Philippe Guédon, diretor de pesquisas do Instituto Rio21 e Doutor em História e Política pela FGV e pela Universidade Livre de Bruxelas, “A pesquisa teve como base um workshop realizado com interessados em métodos e técnicas de pesquisa em survey. Desse esforço inicial, construímos o questionário e sistematizamos os perfis que pudessem melhor representar a população carioca. Entrevistamos, no geral, mais de 700 cariocas sobre temas diversos: o ser carioca, seus hábitos e as percepções dele sobre assuntos que o cercam, como a pandemia e políticas públicas. É a primeira de uma série de pesquisas interessadas em conhecer melhor o carioca, sempre com cuidado na coleta e no tratamento das informações. Nessa, em específico, tivemos a oportunidade de ponderar as respostas por perfis populacionais de modo a espelhar, com fidedignidade, o carioca.” Para o pesquisador, “É a partir desse conhecimento que poderemos intervir na realidade, quer seja no auxílio no desenho de políticas públicas ou até mesmo na recuperação da sua identidade”.

E foi desta completa pesquisa, por exemplo, que tiramos os dados que embasaram diversas matérias nas últimas semanas, como a que mostrou que a maioria dos cariocas faz home office ou trabalha de forma híbrida durante a pandemia, que a maioria é contra o atual número de camelôs espalhados pelo Rio, que a maioria vê o carioca como descompromissado, que os habitantes do Rio estão insatisfeitos com a cidade, que 8 em cada 10 cariocas gostam de ir à praia, e que a maioria esmagadora prefere o samba ao funk, ou mesmo a da matéria que publicamos hoje, demonstrando que mais de 37% se mudaria para o Centro do Rio.

Mas não é só isso: 89,2% dos cariocas, por exemplo, não participaram da vida política do Rio de Janeiro nos últimos 12 meses! E exatamente na Zona Norte e Oeste que está a maior parte desse pessoal “apolítico”, 91% e 92% respectivamente, isto enquanto no Centro 21% participaram de alguma forma.

Mas há esperanças: 59,7% dizem que gostariam de nos próximos 12 meses participar da vida polítca, a maior parte deles no Centro, 93%. É… o Centro é mesmo nosso coração cultural. Já na Zona Oeste apenas 56%, e na Zona Norte, mais até que o Centro: 60%.

Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Quanto ao tempo médio gasto entre ida e volta do trabalho todos os dias, os números não surpreendem: os moradores da Zona Oeste gastam em média 67 minutos, da Zona Norte 54, do Centro 23 e da Zona Sul 22 minutos. Uma boa mostra da diferença de qualidade vida entre as regiões da cidade. E uma absolutamente importante informação que demonstra quantos cariocas sofrem no trânsito todos os dias.

Mas quando se fala dos hábitos e gostos cariocas, 8 em cada 10 cariocas gostam de ir à praia, comer um gostoso bolinho de bacalhau e fazer atividades ao ar livre. Já apenas 6 em cada 10 gostam de carnaval, 5 em cada 10 de tomar mate na praia e apenas 2 em cada 10 cariocas gostam de funk.

A maioria dos cariocas acha que nosso povo é mais bonito que o do resto do Brasil, 45,7%; enquanto 27% acham que não somos nem mais feios e nem mais bonitos. Mas quando o assunto é a simpatia do morador do Rio, ganhamos de lavada (segundo nós mesmos é moleza): 71,8% acham que somos os mais simpáticos e 65% acham que temos o melhor sotaque do Brasil!

Foto Cleomir Tavares/ Diario do Rio

Enquanto isso, 82,5% dos entrevistados disseram que os cariocas usam mesmo o chinelo em qualquer situação. O que deve ser de causar inveja aos paulistas!

Leia a pesquisa completa

3 COMENTÁRIOS

  1. Como sou nativa do RJ, espero que a pesquisa tenha sido feita somente com os cariocas da gema.
    Tem gente de vários estados do Brasil, morando no RJ, que se dizem cariocas, por morarem , há anos. Mas, não são, sinto muito..

  2. A pesquisa foi feita somente com nativos da cidade do Rio de Janeiro ou bastava ser morador da cidade?
    O Rio como toda metrópole recebe gente de diversas regiões do Brasil e até do mundo, que não são Cariocas legítimos. Já escutei até pessoas de outros municípios do Estado do Rio de Janeiro se intitulando Carioca e não Fluminense.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui