Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O único óbito pela variante delta registrado na cidade do Rio de Janeiro foi de uma idosa que se recusou a tomar vacina, afirmou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Márcio Garcia, nesta sexta-feira (06/08), durante a apresentação do Boletim Epidemiológico. Até o momento, foram contabilizados 67 casos da variante na cidade.

A maioria absoluta de casos da delta é de síndrome gripal. Registramos um óbito. Foi de uma idosa que não se vacinou. Inclusive, segundo nossa investigação, ela não se vacinou por opção, porque tinha medo das reações adversas“.

Segundo o chefe da pasta, a nova cepa ataca, da mesma forma, pessoas do sexo masculino e feminino. A maior parte dos infectados (66%) é de adultos entre 20 e 59 anos.

“Com exceção desse óbito, 99,5% dos casos evoluíram para alta e cura”, concluiu o secretário.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui