Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (12/03), o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, disse que a vinda de pessoas de outros municípios para a capital, que está sendo chamada de “caravana da vacina”, pode ter sido um dos fatores que levou a Prefeitura a suspender a vacinação para idosos com 75 anos.

Ele também destacou que a diminuição de doses previstas pelo Ministério da Saúde também interferiu no calendário: “Com a redução e o aumento da demanda, a gente precisou interromper“.

Quanto à “caravana da vacina”, Soranz explicou que, 10% das 460 mil doses já aplicadas no Rio foram para moradores de outros municípios. Segundo o secretário, 5 mil pessoas de Duque de Caxias, 4 mil pessoas de Nova Iguaçu e 3 mil de Niterói vieram se vacinar na capital.

Soranz afirmou ainda que os idosos de 75 devem ser vacinados a partir da próxima semana, mas não divulgou data, porque a retomada dependerá do envio de novas doses pelo Ministério da Saúde, que ainda não tem previsão. No entanto, Soranz garantiu que tem estoque suficiente para a a segunda dose da vacina e a primeira para idosos acima de 76 anos que ainda não foram vacinados.

É muito ruim ter que adiar pra semana que vem a imunização dos idosos de 75 anos. A gente suspendeu porque não há doses para garantir toda a vacinação desses idosos“. O secretário completou defendendo a criação de um calendário de imunização para a Região Metropolitana, para reduzir a migração de pessoas de outros municípios em cidades que recebem um número maior de doses da vacina:

A vacina é do SUS. É muito difícil você proibir as pessoas de serem imunizadas em outras cidades. O mais importante é que seja feito um cálculo das doses e montem um calendário para a Região Metropolitana“.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui