Foto: Divulgação EBC

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) foi notificada nesta quinta-feira, 06/05, pelo Ministério Público do Estado sobre decisão do Supremo Tribunal Federal e terá que suspender, já a partir desta sexta-feira (07/05), a vacinação contra a covid-19 para profissionais de educação, segurança pública, motoristas e cobradores de ônibus, transporte escolar e serviços de limpeza urbana.

O calendário de vacinação do Município seguirá contemplando os seguintes grupos prioritários previstos na 6ª edição do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19:

  • A partir dos 18 anos: gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com síndrome de Down e doentes renais crônicos dependentes de diálise.
  • Seguindo o escalonamento etário (nesta sexta, 51 anos pela manhã e 50 à tarde): pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores da saúde, guardas municipais envolvidos diretamente nas ações de combate à pandemia e de vigilância das medidas de distanciamento social.

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois é, são categorias super importantes para que as prestações de serviços aconteçam. Agora, os profissionais da Educação é primordial estarem vacinados para volta às aulas com tranquilidade e saúde.
    E aí PSOL, vai pra cima do STF?

  2. Emtão, será que o PSOLl, que domina o Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro vai pra cima do Superior Tribunal Federal (STF) reverter a situação? Interesse da categoria.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui