Calçadão de Campo Grande | Foto: Reginaldo Pimenta Agência O Dia

A variante delta segue responsável pela maioria avassaladora dos casos de Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro. O último levantamento feito Laboratório Nacional de Computação Científica, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação mostra que a cepa já contamina 96% dos residentes infectados da capital.

Estudo aponta que em dois meses casos da variante delta saltaram de 6% para 86% no RJ

No fim de agosto, um estudo da Rede Corona-Ômica comparou a quantidade de casos da variante delta nos últimos meses. Até então, 86% dos casos analisados no Rio de Janeiro foram desta cepa. Na comparação com dois meses anteriores, os casos de delta representavam apenas 6%, e em julho, subiram para 48%.

Mas parte desses infectados não mora na capital. Quando se excluem esses “forasteiros”, o percentual da delta dispara para 96%.

Avanço na delta nos municípios do RJ:

  • junho: presente em 16 municípios;
  • julho: presente em 70 municípios;
  • agosto: presente em 87 municípios.

A rede Corona-Ômica recebeu mais de R$ 1,5 milhão da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) — recursos que permitiram o processamento de 3.952 genomas que vieram de 91 municípios.

Já a captação de pacientes com diagnóstico confirmado da infecção pelo SARS-CoV-2 são de centros de referências e hospitais do estado do Rio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui