Vista aérea da Zona Sul | Foto: Flickr RioTur.Rio

A venda de imóveis residenciais na cidade do Rio de Janeiro fechou o primeiro semestre do ano com um aumento de 72% em comparação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a análise do economista Fred Judice Araujo, cofundador e head de Produto, Marketing e Dados da plataforma de tecnologia imobiliária HomeHub, este foi o melhor semestre desde o boom imobiliário de 2013. A plataforma utiliza dados públicos da Prefeitura Municipal referente aos valores pagos de impostos de transmissão (ITBI).

No acumulado de janeiro a junho, na Zona Sul, o primeiro semestre obteve um crescimento de 84% em relação ao mesmo período de 2020. Enquanto, na Barra, o crescimento foi de mais de 100%. Este resultado superou em 11% as vendas acumuladas no primeiro semestre de 2013“, comenta o executivo.

Foto: Divulgação

A média móvel das vendas residenciais na Zona Sul e na Barra da Tijuca seguem em alta, aproximando-se dos níveis de 2013, mostrando uma clara recuperação em “V” do mercado imobiliário no Rio de Janeiro, ou seja, que uma queda brusca seguida de uma retomada intensa.

O estudo foi elaborado pela área de inteligência da HomeHub, que atua em todo o estado do Rio de Janeiro por meio de escritórios e corretores autônomos, e teve como base a análise da arrecadação de ITBI – Imposto de Transmissão de Bens Imóveis da Prefeitura do Rio de Janeiro.

O Diário do Rio apurou que numa das maiores imobiliárias da cidade, foram surpreendentes os dados de vendas nas filiais do Méier e da Ilha do Governador.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui