Foto: Reprodução

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente da República, está indignado com a decisão do DEPEN – Departamento Penitenciário Nacional de comprar 600 tablets para uso pelos detentos do sistema penitenciário federal. Hoje, no Twitter, publicou uma opinião ferrenha do perfil @isentoes2 contra a ação. “…É a destruição da moralidade”, compartilhou. O DEPEN é um órgão subordinado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, do Ministro Sergio Moro.

O Vereador carioca fez coro aos que condenaram a idéia do DEPEN de fornecer tablets para presos do sistema penitenciário federal

O Ministério da Justiça publicou em suas redes sociais a decisão de adquirir as 600 unidades, alegando que a medida controversa teria como objetivo “evitar o contágio do coronavírus no sistema prisional“. “Sem poder receber visitas, os presos vão conversar virtualmente com os parentes“, publicou o órgão.

A medida vem como uma espécie de reação a setores mais às esquerda que vêm lutando e às vezes conseguindo a libertação de presos, com base na teoria de que correriam risco de contaminação no sistema prisional, embora alguns especialistas considerem que ninguém está mais isolado do que quem está preso. Diversos dos presos soltos pela justiça com base no medo da contaminação têm, todavia, voltado a delinquir.

Numa nota pública, o DEPEN declarou que o projeto ainda estaria sendo concebido e que “o projeto não permitira que os equipamentos fiquem sob o controle dos presos“. Segundo o órgão, os tablets ajudariam a melhorar a segurança nas unidades prisionais, e não seriam usados só pelos presos para conversar com familiares, e sim também para reuniões e audiências judiciais por videoconferências. “Destaque-se que atualmente todas as unidades prisionais do Brasil estão com suas visitas suspensas a fim de prevenir proliferação do covid19“.

O governo ainda não tem uma estimativa sobre o valor a ser gasto com os equipamentos. O Ministério da Justiça divulgou que o dinheiro para a compra virá do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD).

11 COMENTÁRIOS

  1. Absurdo! inversão de valores sim ! Preso é preso não está na cadeia para ficar online com a família , está lá porque cumpre sua condenação perante a sociedade , não para fazer picnic.

  2. Você está certo,Saulo!
    Você está contra os criminosos e os corruptos, então vc está certo.
    Não aguentamos mais esse tipo de coisa.
    Independente de quem seja o vereador, está mais do que certo.

  3. Chega ser indecente esse tipo de atitudes, quando cidadãos de bem não tem sequer direito de sentar numa praça sozinho sem oferecer nenhum risco a população. Vagabundos crimisosos são tratado com maior regalia que grande parte da população não tem. Porque tem muitas pessoas isoladas em casa com fome e sequer ttem um meio de comunicação até pra baixar o aplicativo da ajuda do governo. Eu me nego aceitar isso. Deixo meu repúdio

  4. Isso é uma falta de escrúpulo.O detento é presidiário tem que ficar preso e desta forma ele está seguro se não recebe visita melhor ainda, não se contamina. Nada de tablets

  5. O vereador está certíssimo! Chega a ser imoral ouvir tal bizarrice com dinheiro público.

    Mas esperar o que de um país onde se enaltece o bandido e esquece–se da vítima?

    Mais bizarro ainda é ver gente criticando ele, e colocando o fato como algo lindo e normal.

    • Saulo, você é idiota ou criminoso mesmo – da turma dele?
      O Vereador em questão não usa o seu mandato parlamentar para tratar de questões da Cidade do Rio de Janeiro.

    • Você está certo,Saulo!
      Você está contra os criminosos e os corruptos, então vc está certo.
      Não aguentamos mais esse tipo de coisa.
      Independente de quem seja o vereador, está mais do que certo.

  6. Essa iniciativa do judiciario e uma vergonha.
    O Carlos esta correto, um pais que cria beneficios para detentos e cria leis para prejudicar a populaçao de bem, nunca sera reconhecido como primeiro mundo!!!!!

  7. Que tem a ver o assunto com o mandato de Vereador pelo Município só Rio de Janeiro?

    Esse cretino picareta vai trabalhar nas pautas de competência da Cidade do Rio quando?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui