Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

O vereador João Mendes de Jesus apresentou um projeto de lei que cria um polo gastronômico, cultural, histórico, turístico e de lazer na Zona Portuária do Rio, área que é mais conhecida como “Porto Maravilha”. Na última terça-feira (11/05), o DIÁRIO DO RIO já havia publicado sobre a possibilidade do Porto do Rio ganhar um Polo Gastronômico.

No texto, ele explica que o polo englobará os bairros da Saúde, Gamboa e Santo Cristo, além de uma parcela do Centro da cidade e dos bairros Cidade Nova, São Cristóvão e Caju, a serem definidos pelo Poder Executivo.

O projeto determina também que o Poder Executivo, por intermédio dos órgãos competentes, deverá apoiar o polo com a adequação do trânsito; aumento das vagas de estacionamento; implantação de sinalização vertical com indicação dos estabelecimentos integrantes do polo; inclusão no roteiro oficial do Rio de Janeiro – Guia Rio; políticas públicas para o setor produtivo e social; e parcerias público-privadas.

O Shopping Paço do Ouvidor é referência no Centro do Rio. Passa no Paço

Na justificativa, o vereador destaca que o polo já se tornou uma realidade, tendo em vista a quantidade de estabelecimentos voltados para a gastronomia e para a cultura na região e levando em conta que o espaço tem se transformado em área de lazer.

Os turistas que visitam a Cidade Maravilhosa cada vez mais frequentam a região do Porto Maravilha em virtude da sua recente revitalização que proporcionou a junção do Centro Histórico, com a modernidade de novas construções de equipamentos como o Museu do Amanhã e o AquaRio, além da construção da maior roda gigante da America Latina, a Rio Star. […] O Poder Público precisa fomentar os bairros do Porto Maravilha que possuem diversas características atrativas, objetivando o desenvolvimento da economia local, criando alternativas á população“, diz o texto.

2 COMENTÁRIOS

  1. Sempre acompanhei e acreditei na força turística e econômica da região Portuária do Rio, em quatro anos foram interrompidas muitas ações, descasos totais com os poucos comerciantes, moradores, lixeiras quebradas, etc,etc.

    Mas vir um senhor Pastor vereador João Mendes tentando dizer alguma coisa sobre o projeto de revitalização da área, um senhor que ficou à frente da Secretaria de Direitos Humanos do Crivella e não fez nada em prol dos moradores de rua, — aí é tirar a gente de idiota, e que de repente possa estarmos com doença do esquecimento. Por favor. A região portuária é muito importante, mas não precisa de que paraquedistas venham dizer isso.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui