Freedom por Edward Zulawski

Quem tem seu animalzinho de estimação, o seu pet, sabe que hoje ele é muito mais bem cuidado que muita gente por aí. Oras, aqui em casa Leia e Arya, minhas duas daschs, dormem na cama que, inclusive, é direto no chão para proteger a coluna das salsichas. E não é atoa que o a Câmara dos Vereadores está debatendo o Projeto de Lei nº 980/2018, do vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos), que libera a permanência e a circulação de cães em faixas exclusivas em todas as praias do Rio de Janeiro. Para o autor, a proibição vigente está ultrapassada e não guarda identidade com as práticas dos dias de hoje. “O tratamento humanizado dos pets é uma tendência recente, que estimula inúmeras oportunidades de negócio e evidencia a força de um mercado bilionário que deve crescer ainda mais nos próximos anos“, salienta.

Luis Carlos argumenta que regular espaços onde a permanência e a circulação de cães devem ser respeitadas atenderá a uma reivindicação antiga dos cariocas, que gostariam de frequentar o local com seus animais de estimação, bem como estimulará o turismo petfriendly.



O parlamentar explica que a vacinação e a vermifugação dos cães são tarefas cotidianas e básicas, haja vista a evolução do mercado de medicina veterinária, que está em franca expansão. “Se antes, há mais de uma década, a questão sanitária trazia preocupações ao legislador. Agora, com tantas mudanças, tal receio não mais se justifica, pois animais vacinados e vermifugados não transmitem doenças pelas suas fezes, não oferecendo qualquer risco de transmissão de doenças nas areias das praias“, garante.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui