Foto de Juan Pablo Serrano Arenas no Pexels

Aparentemente a Câmara dos Vereadores precisa ter um assessor para assuntos de empreendedorismo e de economia básica. Vejam só o projeto de lei do vereador Márcio Ribeiro (Avante), o texto pretende proibir a cobrança de sacolas biodegradáveis, de papel ou de qualquer outro material que não polua o meio ambiente para embalagem e transporte de itens adquiridos no município do Rio. Segundo o texto, o custo de distribuição das sacolas não seria mais do cliente, mas dos estabelecimentos. Assim, supermercados não poderiam mais vendê-las a consumidores do varejo. É claro que o vereador não leva em conta que o preço será repassado para o consumidor de qualquer jeito, aumentando o valor dos produtos, e quem já leva sacola retornável acabará por pagar indiretamente o preço dos sacos.

É inegável que os consumidores precisam das sacolas para transportar suas compras. O justo é que os estabelecimentos comerciais não repassem esse custo das sacolas biodegradáveis para os clientes, tendo em vista que eles já pagam impostos em todos os produtos, e com preços cada vez mais altos, ainda têm que pagar pela embalagem? — indaga o vereador Marcio Ribeiro (Avante), que protocolou o projeto na Casa. O projeto aguarda votação. Caso seja aprovado pelos parlamentares e depois sancionado pelo prefeito Eduardo Paes (PSD), o estabelecimento que não se adequar às regras após ser advertido poderá ser multado em R$ 5 mil. Em caso de reincidência do descumprimento, a penalidade será maior, com multa de R$ 10 mil, podendo ser aumentada em cinco vezes.

A dona de casa Andréa Alves, de 52 anos, torce pela aprovação.

Eu costumo ir ao mercado pelo menos uma vez por semana. E nem sempre consigo ir de casa, às vezes vou na saída do trabalho, por exemplo, e não consigo levar as sacolas de casa. A cada vez, são de 15 a 20 sacolas. No fim das contas acaba se tornando um valor considerável. Faz diferença do bolso do trabalhador — relata a dona de casa.

Em nota, a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj) mostra preocupação com o projeto. O grupo lembra que vem trabalhando para a mudança de cultura da população e reforçando a necessidade de sempre se utilizar as suas próprias bolsas retornáveis.

3 COMENTÁRIOS

  1. Acho que quem precisa de umas aulas a respeito de composição de preços é o jornalista… Até parece que o supermercado não passa esse custo para os consumidores quando formula o preço dos produtos oferecidos… Francamente… Que matéria fraca. Sem falar que não há competição na formulação de preços de sacolas. Você pode comprar uma entre várias marcas de praticamente todos os produtos oferecidos no supermercado, mas o fornecimento de sacolas para acondicionamento das compras é um monopólio, e qualquer pessoa minimamente versada em economia sabe os efeitos disso. Projeto, portanto, correto.

  2. Excelente esta iniciativa do vereador Márcio Ribeiro, não só por fazer justiça aos consumidores (que gastam fábulas nos mercados e ainda tem que pagar pelas embalagens, ditas biodegradáveis), como não adianta esta tentativa de retirar as sacolas, se permanecem inúmeras outras embalagens plásticas (como as de arroz, feijão, etc.)
    Ridículo esta tentativa da associação dos super mercados de tentar barrar essa iniciativa, eles se aproveitaram da excelente campanha de desestimular o uso dessas embalagens, para venderem e faturar muito com sacolas e bolsas (nós é que deveríamos receber por fazer propaganda gratuita para eles).
    Como disse, essa campanha não foi nenhuma “jogadinha” e, sim um assunto muitíssimo sério de poluição dos oceanos (essa infeliz, deveria ter mais amor ao meio ambiente e fazer alguns passeios pelos rios e mares, vendo como estão), o plástico pode durar 100 anos para se decompor, matando principalmente a fauna, os ecologistas brigam para combater isto, para manter a natureza e você.

  3. É uma palhaçada ,um absurdo mesmo!!!Os consumidores além de pagar pelas compras,ainda ter q pagar por sacolas!!!Esses ecoxiitas são uns babacas mesmo!!!Acharam o q?Que todo mundo vai se virar em caixa de papelão, pra compras grandes?E as tartarugas?Só engolem sacolas se não forem pagas?Os idiotas ao invés de fiscalizar coleta e depósito de lixo,acharam mais bacaninha ferrar com o povo!!!Aliás sinto cheiro de grana,por trás dessa “jogadinha”ecológica e esdrúxula!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui