Pelo jeito o objetivo de alguns vereadores é quebrar os empresários e aumentar o desemprego, ou fica a frase, de boas intenções o inferno está cheio. Pois veja a proposta do vereador Otoni de Paula (PSC), que ficou famoso pela dancinha durante o pedido de abertura do impeachment de Crivella, ele apresentou o Projeto de Lei nº 22/2017, que proíbe, nos postos de combustíveis e lojas de conveniência do Rio a ingestão, a venda ou qualquer outro tipo de entrega de bebidas alcoólicas no horário das 23 horas às 6 horas. O projeto prevê ainda que caberá aos estabelecimentos fixarem aviso informando da proibição de venda e consumo de bebidas alcoólicas no local após o horário estabelecido.

Otoni de Paula lembra que, muitas vezes, as pessoas, por falta de opção de lugar, e até mesmo de fiscalização, escolhem os postos de combustíveis para beber. A proposta, segundo o vereador, tem por objetivo dar mais segurança no trânsito e evitar alguns acidentes provocados pela combinação álcool e direção.

Em caso de descumprimento, o projeto prevê multa inicial de R$ 1.000, com valor dobrado em caso de reincidência. Se a situação persistir, há possibilidade de suspensão do alvará de funcionamento do estabelecimento. Os consumidores que descumprirem a lei e insistirem em comprar bebidas nestes estabelecimentos neste período também podem ser autuados.

Até dá para entender a proibição do consumo, o motivo é nobre. Mas a venda? O vereador nunca ficou sem cerveja em uma festa? Ou teve de levar bebida para a casa de alguém a noite? Provavelmente não, mas dança que é uma beleza.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui