Foto: Divulgação

Renato Cinco, vereador do PSOL, conseguiu as assinaturas necessárias para instalar a CPI da Censura, que tem como objetivo apurar se houve improbidade administrativa, entre outros crimes, nas ações de fiscalização da Secretaria de Ordem Pública durante a Bienal do Livro, com ordem de recolher livros.

O vereador, que é relator da CPI das Enchentes, presidida por Tarcísio Motta, também procurou o Ministério Público.

“O que Crivella fez foi um ato de censura, um crime de homofobia. Mas não apenas: foi um cálculo político deliberado para criar um pânico moral e distrair a população de sua desastrosa administração. O prefeito classifica o beijo entre dois homens como impróprio, mas os casais homossexuais têm os mesmos direitos que os casais heterossexuais. Impróprio é ter famílias sem moradia, sem educação e sem saúde”, disse o vereador Tarcísio Motta.

Tarcísio e Renato postaram fotos em uma rede social lendo livros que Crivella tentou censurar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui