Fotos: Renan Olaz/CMRJ

O vereador Rogério Amorim (PSL), integrante da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, protocolou uma indicação para que a mesa diretora do órgão envie ofício ao prefeito Eduardo Paes para que seja alterado o decreto 48573, de 3 de março. Amorim quer que os quiosques da cidade, principalmente os da orla, possam continuar abertos no mesmo horário destinado a bares e restaurantes durante o período de lockdown.

O decreto permite o funcionamento das 6h às 17h, mas fecha os quiosques por uma semana. Não faz sentido, uma vez que é consenso científico que a transmissibilidade do vírus em ambiente aberto, ao ar livre, com vento, é muito menor. Muita gente almoça nos quiosques, e se for feito isso com o devido distanciamento, não haverá problema”, disse Rogério.

Sou a favor de medidas preventivas contra a doença e espero que as vacinas cheguem logo, seja pelo governo federal, seja pelo consórcio das prefeituras. Mas não podemos ter uma postura de fechar e acabou. Alguma atividade é preciso manter, senão nossos comerciantes vão quebrar. Os impostos e contas vão continuar chegando, com ou sem lockdown!”, diz.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui