Viatura da Guarda Municipal na Praça São Salvador, na Zona Sul do Rio - Foto: Divulgação/Seop

A Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro debaterá nesta quinta-feira (05/08) um projeto de lei que propõe armar os guardas municipais da capital fluminense. A audiência pública contará com a presença, por exemplo, do secretário de Ordem Pública da cidade, Breno Carnevale, e do inspetor-geral da Guarda, Ricardo Soares.

A proposta que será abordada nesta quinta foi elaborada por parlamentares em dezembro de 2018, mas nunca chegou a ser votada, devido à falta de adesão à ideia. De lá para cá, ela havia sido retirada de pauta a pedido dos próprios autores.

Vale lembrar que, em fevereiro deste ano, o prefeito Eduardo Paes (PSD) se mostrou favorável à medida, inclusive afirmando que enviaria um projeto semelhante aos parlamentares da Casa. Mas isso, até então, não aconteceu.

Outro detalhe importante é que, caso o projeto de lei seja regulamentado, a princípio não serão todos os guardas que trabalharão armados. A medida deseja que apenas um grupo específico utilize os equipamentos, sendo, para isso, devidamente treinados.

Guarda armada em Mangaratiba

No final de junho deste ano, a Câmara Municipal de Mangaratiba, na Costa Verde do RJ, aprovou que os guardas locais trabalhem armados. Com isso, a cidade tornou-se a primeira do estado a autorizar o armamento dos agentes.

3 COMENTÁRIOS

  1. Armar,sem preparar em todos os sentidos não resolverá,as questões de violência , enquanto não tivermos programa deum”Programa de Estado”, não haverá armamento que dê jeito na violência, pois ela é estrutural. Não um programa de educação, saúde,e, segurança etc,que invista no ser humano ou capacitação, oportunidade há um apagão de mão de obra técnica no país, principalmente entre jovens e adultos das comunidades,negros, pobres, enfim, senhores em 2006/2007, jogos Pan americano, lançaram o Pronasci,acredito que todos conheçam esse programa”que consumiu 6,7bilhões de reais,”a violência além de continuar aumentou,uma série falácia que não resolve os reais problemas…
    Falam e chegar com armas,onde estão os projetos esportivos,culturais e de cidadania além de arma,as forças de seguranças…
    Espero que em armando a guarda resolva o problema de segurança no município RJ…

  2. Menos armas e mais inteligência investigativa, agentes sem estrutura de treinamento e força psicológica para lidar com a manutenção da ordem pública. É preciso mudar a relação das polícias e a população, que se faça um resgate de confiança mútua.

  3. Menos armas e mais inteligência investigativa, agentes sem estrutura de treinamento e força psicológica para lidar com a manutenção da ordem pública. É preciso mudar a relação das polícias e a população, que se faça um resgate de confiança mútua.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui