Placa na entrada de uma escola municipal do Rio de Janeiro
Foto: Andrevuas

Durante a Sessão Extraordinária dessa terça-feira (20), os parlamentares aprovaram em primeira discussão o Projeto de Lei n° 1.867/2020, que une as áreas de educação, saúde e assistência social para mitigar o risco de contaminação por Covid-19 entre estudantes e servidores após o retorno das aulas presenciais.

A proposta cria o Programa Epidemia Não Vai à Escola com o objetivo de disseminar informação qualificada sobre a pandemia; monitorar os casos detectados; capacitar os profissionais da educação para que possam desenvolver estratégias pedagógicas; e orientar as direções das unidades escolares sobre a necessidade de adequação dos espaços físicos, fluxos de trabalho e práticas cotidianas.

O Projeto é de autoria dos vereadores Tarcísio Motta, Paulo Pinheiro, Dr. Marcos Paulo, Renato Cinco e Leonel Brizola, todos do PSOL, e aguarda a aprovação em segunda votação para seguir à sanção ou veto do chefe do Poder Executivo.

Tarcísio Motta foi um dos entrevistados pelo DIÁRIO DO RIO na série de lives com os candidatos a vereador do Rio de Janeiro em 2020

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui