Se a decisão do STF de hoje sobre o mandato dos deputados federais pertencem ou não ao partido, ou seja, se aquele deputado que trocou de partido deve perder o mandato, a decisão também pode afetar a Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Afinal, se vale para Brasília, valeria para o município. O mesmo ocorreria com a ALERJ, onde deputados que trocaram de partido, como o deputado Pedro Paulo que trocou hoje o PSDB pelo PMDB, perderiam seus mandatos.

Na Câmara Federal nenhum deputado fluminense trocou de partido. Update: o Deputado Federal Dr. Paulo César trocou o PTB pelo PR em 12 de setembro.

Na ALERJ, acredito, foi apenas o deputado Pedro Paulo e o Dr. Márcio Panisset que trocou o DEM pelo PDT.

Por isso fiz apenas a da Câmara dos Vereadores, apesar de achar que vai faltar alguns nomes, é só corrigir nos comentários, assim como algum nome que posso ter posto errado também.

VereadorEleito peloEstá no
Charbel ZaibPTBPDT
Eliomar CoelhoPTPSol
Jorge MauroPRTBDEM
Patrícia AmorimPFL (DEM)PMDB
Tereza BergherPFL (DEM)sem partido
Jorge PereiraPTdoBsem partido
Luiz Carlos RamosPSDBPMDB
Luiz GuaranáPSDBPMDB
Renato MouraPTBPSL

 

O caso da Patricia Amorim é interessante, ela foi eleita pelo PFL (DEM), foi para o PSDB e agora está no PMDB. Outro caso é o do Eliomar Coelho, que foi eleito pelo PT mas ainda não havia o PSol.

O DEM recuperaria duas cadeiras, que iriam para suplentes, mas perderia a de Jorge Mauro. O PSDB se daria bem recuperando as duas cadeiras que foram ontem para o PMDB, o PTB recuperaria duas cadeiras, enquanto PTdoB, PRTB e o PT poderiam recuperar uma.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui