Ter pets em casa está cada dia mais caro, especialmente quando o bichinho fica doente, são mais de 74 milhões de animais de estimação no Brasil, que é o segundo país no mundo com a maior população de animais domésticos, perdendo apenas para os Estados Unidos. Por isso é de parabenizar e aplaudir de pé a lei do vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos) que para atender aos interesses das populações de baixa renda que não podem arcar com as despesas para cuidar de seus animais, criou Lei 6.387/2018, que institui o serviço de Farmácia Veterinária Popular em toda a Cidade do Rio de Janeiro. Aprovada recentemente pela Câmara de Vereadores.

O programa gratuito da Farmácia Veterinária Popular tem como base o programa Farmácia Popular do Brasil, implementado pelo Governo Federal para ampliar o acesso dos cidadãos de baixa renda aos medicamentos destinados à saúde humana. Segundo o autor da proposta, além de fornecer à população medicamentos veterinários e demais procedimentos indispensáveis para a saúde dos animais, é objetivo da lei sanar um grande problema de zoonose no meio urbano.

O atendimento gratuito da Farmácia Veterinária Popular identificará as áreas com maior número de animais domésticos e população com baixa renda para oferecer a todos equipamentos e procedimentos necessários para o tratamento do animal, incluindo vacinações, remédios e castrações”, afirma Ramos Filho. Para ele, esse procedimento minimizará o abandono de cachorros e gatos na cidade, provocando a queda dos índices de doenças.

De acordo com a lei, a Prefeitura poderá celebrar convênios com instituições, empresas públicas e privadas para realizar parcerias público-privadas (PPP) visando à instalação e implantação de novos serviços de disponibilização de medicamentos e insumos para uso veterinário.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui