Ônibus ''vermelhinho'' na Rodoviária de Maricá - Foto: Evelen Gouvêa

Inaugurado oficialmente em dezembro de 2014, o sistema de ônibus conhecido como ”Vermelhinho”, em Maricá, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, sem dúvidas é um dos principais carros-chefes da cidade.

Administrados pela Empresa Pública de Transportes (EPT), ligada à Prefeitura, que, à época da inauguração era gerida por Washington Quaquá e atualmente está a cargo de Fabiano Horta, ambos do PT, os ”Vermelhinhos” garantem viagens gratuitas à população de Maricá para várias regiões do município.

Da Rodoviária de Maricá, por exemplo, os ”Vermelhinhos” se dirigem a quase 20 destinos distintos na cidade, com viagens começando às 03h30 e saindo do local regularmente. Além disso, há também a circulação dos ônibus saindo dos bairros, iniciando-se às 04h10.

”Moro no Bairro da Amizade e estou sempre indo a Ponte Preta. O ‘Vermelhinho’ é praticamente o único transporte que utilizo e agradeço por ser gratuito. Essa iniciativa contribui muito para quem precisa fazer um trajeto como esse regularmente”, diz o autônomo Ruan Rocha.

”Considero uma grande conquista para o povo. Eu só ando nos ‘Vermelhinhos’ e é importante ver essa preocupação da Prefeitura em estar sempre melhorando”, diz Marilda Muniz, moradora de Santa Paula.

Para o atual prefeito, Fabiano Horta, reeleito este ano com 88% dos votos, o sistema é um marco para a cidade: ”Cada vez mais, os ‘Vermelhinhos’ se consolidam como patrimônio do povo de Maricá com a Empresa Pública de Transporte oferecendo melhor qualidade de vida à população.”

Fabiano Horta, prefeito de Maricá, conversando com moradora de Maricá num ”vermelhinho” – Foto: Divulgação

Na internet, vale ressaltar, moradores de Niterói, cidade próxima a Maricá, devido à vitória à Prefeitura de Axel Grael, do PDT (partido de esquerda assim como o PT), também pedem que o município adote o mesmo sistema.

4 COMENTÁRIOS

  1. Daniel, como funciona o pagamento do combustível, da manutenção, dos motoristas, uma vez que é 100% gratuito o transporte?
    Sendo a Empresa Pública de Transportes (EPT) de responsabilidade da prefeitura, como estão as contas dela? A verba utilizada por ela para manter o serviço gratuito veio do pagamento de impostos e royalties do petróleo advindo do pré-sal?

    • A prefeitura tem um fundo de investimento, com os royalties do petróleo, gerido por consultor independente e que se pretende chegar a R$2 bilhões em 8 anos. A ideia é que o fundo de investimento continue financiando as políticas públicas, mesmo com o fim dos royalties do petróleo. É a mesma ideia de fundo que vem há décadas mantendo o estado de bem-estar social da Noruega.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui